Pessoas com deficiência têm aulas de artes marciais em Macaé

Imagem de professor de judô kimono preto com aluno em kimono branco
A secretaria de Esportes da Prefeitura de Macaé promove aulas de judô e jiu-jitsu para pessoas com deficiência às segundas e terças-feiras, às 7h, nas dependências do Estádio Cláudio Moacyr (Moacyrzão). As atividades contribuem para inclusão, autoestima e bem-estar.

"Minha alegria é ver a felicidade de pessoas com deficiência, inclusive cadeirantes, que contam com inclusão e integração social", diz o professor de judô e jiu-jitsu, Fernando Antonio. Ele também ensina para 90 alunos com autismo, síndrome de down e paralisia cerebral no Sentrinho.
Para o aluno Jardel, de 35 anos, o esporte significa mais saúde e energia positiva. "Depois que entrei nas aulas de judô, minha autoestima aumentou e valorizei mais meu projeto de vida", pontua. Ele já competiu em Campos dos Goytacazes e é aluno de Fernando há quatro anos.

Já o judoca Jamerson conta que o esporte lhe conferiu calma e paciência. "Gosto da maneira de ensinar do professor Fernando. O judô aumentou minha confiança e meu bem-estar quando estou na cadeira de rodas, pois caso haja alguma queda, já tenho sabedoria física para ir para o chão colocando as mãos de modo a fazer um rolamento e não me machucar", explica. Ele é formado em fisioterapia e é faixa preta de taekwondo.
Quem tiver interesse em participar deve comparecer das 8h às 17h, na Secretaria de Esportes, também localizada no estádio, na Rodovia Amaral Peixoto, na Barra.