Roxinho: Sub-20 encerra preparação de olho no Futuro Bem Próximo


Time de juniores do Campos Atlético, Roxinho, encerrou na manhã desta sexta-feira, 14, mais uma semana de trabalho intenso e está pronto para jogar com o Futuro Bem Próximo. Partida que acontece neste domingo, 16, no Estádio José de Alvarenga, às 15 horas, válida pela Série C do Campeonato Carioca 2018.

O técnico, Alesxandro Bahia, aproveitou o treino de hoje para fazer os últimos ajustes na equipe antes desse confronto importante. “Estamos intensificando os treinos diariamente. Hoje, nós fizemos alguns acertos, corrigimos alguns erros que vínhamos cometendo, principalmente, nos jogos em casa”, comentou.

Pensando em uma classificação antecipada para a semifinal do turno, a molecada precisa vencer e torcer pelo tropeço do Barra Mansa. Bahia vê vantagem na vitória. “Temos jogadores pendurados e com a classificação vamos poder poupá-los e em contrapartida dar oportunidade aqueles que não vêm atuando”, disse o comandante.

Time sub-20 ocupa com 21 pontos a terceira posição da classificação geral, atrás do Maricá e Pérolas Negra. E, lidera o grupo A com 12 pontos. Nesse turno, até o momento o time jogou seis rodadas – três vitórias e três empates. No primeiro turno, perdeu apenas dois jogos; um deles por w.o, pois não viajou devido a problemas financeiros, o que prejudicou a classificação.

“Já era para termos conquistado a classificação, de repente até com três rodadas antes, mas acontece que em casa não fomos felizes. Tivemos três empates, o qual considero negativo. Jogando fora o time se porta melhor tanto que conseguimos três vitórias, talvez se a gente conseguisse seis ponto em casa estaríamos já estaríamos classificado”, analisou.

Em um time de futebol, nenhum jogador joga sozinho, claro. Mas, sempre tem peças ilustres, as quais fazem a diferença e são homens de confiança da comissão técnica. Não é diferente no Roxinho. Todos são importantíssimos. Sobretudo os que vêm mantendo a regularidade. “Dos meus jogadores, três, inclusive, treinam com o profissional – Marquinhos, Cristian, Kenny. Tenho Alan, goleiro, que tem feito jogos decisivos. Outros meninos também como Aranha, Dennis. Enfim. Falei quase todo grupo porque eu vejo são extremamente valorosos para nossa equipe”, destacou Bahia.

O treinador não dar apenas treino técnico e tático. Por diversas precisa olhar com sensibilidade as dificuldades de cada um dos seus atletas, entender e estimulá-los a não desanimar. “A palavra que eu uso sempre é - superação. A gente entende, sabe da dificuldade de cada garoto, do clube também, então eu sempre tento motivá-los. Oriento que nenhum obstáculo é tão grande como a força que há dentro da gente para poder vencer. Embora existam contratempos eu vejo um grupo motivado em conquistar nosso objetivo”, finalizou

Texto: Rayra Gomes - Foto: Pedro Soares

Comentários