Alzirão foi estádio mais utilizado na Série B1; veja o ranking completo

image
Com o fim da Série B1 do Campeonato Carioca, o FutRio.net segue levantando números importantes e curiosos da competição. Depois da dança das cadeiras envolvendo os treinadores, chegou a vez de elencar todos os 17 estádios que receberam as 201 partidas da Segundona Estadual, que teve bola rolando entre maio e setembro.

O Alzirão, casa de Itaboraí, Gonçalense e São Gonçalo, foi o palco mais utilizado. Foram 28 jogos ao todo na praça esportiva sediada na cidade de Itaboraí. Na sequência estão Moça Bonita (22 partidas), Ferreirão (20) e Rua Bariri (19). O quarteto acumula 89 compromissos da competição, se aproximando da metade no número total de embates.

Na outra ponta, entre os menos utilizados, destaca-se o Estádio Nilton Santos, palco de um único duelo, justamente o último, a final entre America e Americano, que coroou o time rubro. Joaquim Flores (3) e Moacyrzão (5) também figuram entre aqueles que pouco sediaram confrontos na Série B1.
image
Estádios "comunitários"
Aqueles que aparecem no topo da lista foram impulsionados justamente por serem a "casa" de mais um de clube. O Alzirão, como já citado, abrigou Itaboraí (time da cidade), Gonçalense e São Gonçalo. Moça Bonita, na capital do estado, acolheu Audax Rio e Bonsucesso.


O Ferreirão, localizado em Cardoso Moreira, foi outro "coração de mãe", recebendo Americano, Carapebus e Serra Macaense. A Rua Bariri, estádio pertecente ao Olaria, também teve como mandantes Barcelona e Santa Cruz, o que possibilitou a marca robusta de 19 jogos.

Interdições influenciam
No decorrer da Segundona Estadual dois estádios que vinham sendo usados com frequência foram interditados por conta da falta de condições estruturais e gramado ruim. Sendo assim, o Marrentão, que recebeu 12 jogos, estagnou. Mesmo caso do Ângelo de Carvalho, palco da final da Taça Santos, que bateu apenas sete partidas.

Confira o ranking completo:

1º Alzirão - 28 jogos
2º Moça Bonita - 22 jogos
3º Ferreirão - 20 jogos
4º Rua Bariri - 19 jogos
5º Nivaldo Pereira, Lourival Gomes de Almeida e Marrentão - 12 jogos
6º Los Larios e Aniceto Moscoso - 12 jogos
7º Jair Toscano e Giulite Coutinho - 10 jogos
8º Eduardo Guinle e Atilio Marotti - 9 jogos
9º Ângelo de Carvalho - 7 jogos
10º Moacyrzão - 5 jogos
11º Joaquim Flores - 3 jogos
12º Nilton Santos - 1 jogo