Botafogo e Vasco empatam pela primeira vez no ano e se complicam

Inédito nesta temporada, o empate prevaleceu entre Botafogo e Vasco no encerramento da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os rivais cariocas ficaram em um pouco inspirado 1 a 1, cuja consequência é negativa para os dois lados. Luiz Fernando e Maxi López foram os artilheiros da noite.

O resultado de igualdade deixa o Glorioso com 34 pontos, ainda na 12ª colocação, enquanto o Cruz-Maltino passa a somar 31, indo para 15º, deixando a zona do rebaixamento. O fato é que ambos mantêm a ameaça bem latente. 

ESTAVA DANDO SONO, ATÉ QUE...
Antes de a bola rolar, a expectativa, além do reencontro de Valentim e Zé Ricardo com as equipes que treinaram no início do ano, era de muita bola na rede. Isso porque, nos cinco duelos anteriores entre os Alvinegros, 19 gols foram anotados (média de 3,8 por confronto​). Mas o início estava desanimador, até que uma bola longa e uma ajeitada de peito mudaram o cenário no Niltão. 
INJEÇÃO DE EMOÇÃO
Foi Luiz Fernando quem inaugurou o marcador. Um golaço depois de Kieza ajeitar na meia-lua, na casa dos 20 minutos. O momento parecia à feição para os mandantes gastarem a bola. O Vasco penava para criar e, atrás, viu uma bola ir à trave e outra passar raspando, além de ter a torcida pedindo para o time "jogar". E o empate veio na base da bola alçada, na qual Maxi virou para cima de Carli, que errou na antecipação: tudo igual para o intervalo.
​PÊNALTI? SEGUE O TRUNCADO JOGO...
As propostas pouco agressivas de ambos os lados permaneceram no início da etapa final. Uma leve peso para oportunidades criadas pelo Botafogo, que tinha em Luiz Fernando a principal arma. Porém o lance mais destacável dos primeiros 15 minutos foi um em que Kieza foi puxado na área por Ramon; o árbitro Ricardo Marques Ribeiro mandou o truncado confronto seguir.

O ÚLTIMO ATO
​Jogadores com estrela nos últimos jogos, Marrony e Pimpão foram acionados para mudarem o placar na reta final. O que se viu em um estádio com 10 mil pessoas foi muita luta, mas não o suficiente para vantagem de um dos times. No fim, o empate acabou sendo o primeiro entre os cariocas na temporada.
FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 1 VASCO

Data-hora: 9/10/2018 - 19h
Estádio: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (Fifa/MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
Cartões amarelos: Marcinho, Carli e Lindoso (BOT); Luiz Gustavo e Willian Maranhão (VAS)
Cartões vermelhos: Não houve.
Público/Renda: 9.357 pagantes (10.059 presentes)/ R$179.210,00
Gols: Luiz Fernando (16'/2ºT) e Maxi López (35'/2ºT)

BOTAFOGO: Saulo, Marcinho, Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes e Bochecha (João Pedro, 17'/2ºT); Erik (Rodrigo Pimpão, 25'/2ºT), Kieza (Brenner, 32'/2ºT) e Luiz Fernando - Técnico: Zé Ricardo.

VASCO: Fernando Miguel. Yago Pikachu, Luiz Gustavo, Henríquez, Ramon (Marrony, 24''/2ºT); Willian Maranhão (Bruno Consendey, 42'/2ºT), Andrey, Fabrício (Giovanni Augusto, 13'/2ºT), Henrique; Andrés Ríos e Maxi López - Técnico: Alberto Valentim.

Comentários