Com pênalti perdido, Ceará e Botafogo empatam e se embolam contra degola

Carli disputa a bola no alto no empate entre Ceará e Botafogo Foto: LC Moreira / Parceiro / Agência O Globo / Agência O Globo
No conhecido "jogo de seis pontos", Ceará e Botafogo não saíram do 0 a 0. Os donos da casa estiveram muito próximo de marcar, mas o artilheiro do time, Arthur, perdeu pênalti ainda no primeiro tempo. O resultado não é bom para nenhuma das duas equipes, que seguem firmes na luta contra o rebaixamento.

Com o empate, o Botafogo chegou aos 35 pontos e se manteve na 12ª posição do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro volta a campo no sábado, quando receberá o Bahia, no Nilton Santos.

O Ceará, por sua vez, chega aos 31 pontos, ganha a 17ª posição, mas segue na zona de rebaixamento. O time visita o Palmeiras, no domingo, no Pacaembu.

Quem foi bem? Quixadá e Saulo
Pelo lado do Botafogo, Saulo demonstrou segurança quando exigido e foi importante para o Botafogo trazer um ponto de Fortaleza. Já o Ceará foi liderado por Juninho Quixadá, que deu muito trabalho à zaga adversária.

Quem foi mal? Luis Ricardo e Arthur
O lateral direito do Botafogo tem feito péssimas atuações quando tem a oportunidade. Muito mal no ataque, seu ponto forte. Arthur, por sua vez, não fez o que dele se espera e ainda perdeu um pênalti.

Ceará pressiona, mas Quixadá finaliza mal
O Ceará iniciou o jogo em cima do Botafogo tentando fazer valer o mando de campo. O time do técnico Lisca fez pressão na saída de bola do adversário e sufocava os visitantes. E o gol poderia ter saído aos 7min, quando Felipe Azevedo passou por Carli e cruzou na área. A bola chegou até Juninho Quixadá que finalizou mal e mandou por cima.

Lindoso comete pênalti, e Arthur manda para fora
Apesar da forte pressão, o Ceará tinha poucas oportunidades claras de gol. Uma delas, no entanto, foi claríssima. Aos 30min, Lindoso fez pênalti em Juninho Quixadá. Arthur, artilheiro do time na temporada, foi para a cobrança e mostrou muita calma na cobrança. O problema é que ele mandou para fora após deslocar Saulo.

Botafogo quase abre placar na volta do intervalo
Inofensivo no primeiro tempo, o Botafogo quase abriu o placar no primeiro lance da etapa complementar. Pimpão fez grande jogada pela esquerda e cruzou para Kieza. O atacante não alcançou e viu a bola ir na direção do gol. Éverson fez grande defesa e impediu o gol dos visitantes.

Ceará tem gol anulado
O Ceará chegou a marcar o primeiro gol, mas teve lance bem anulado pela arbitragem. Juninho Quixadá recebeu entre os zagueiro e cabeceou firme para superar Saulo. O jogador, no entanto, estava adiantado e viu o lance ser invalidado quando já comemorava.

Saulo brilha e salva Botafogo com duas defesas
Com o fim do jogo chegando, o Ceará aumentou a pressão em busca do gol. E Saulo foi brilhante em um lance onde evitou duas vezes o gol adversário. Ele se esticou todo para defender cabeceada de Ricardo Bueno. No rebote, Quixadá também tentou mas parou no goleiro visitante.

CEARÁ 0 X 0 BOTAFOGO

Data e hora: 15/10/2018, segunda-feira, às 20h (horário de Brasília)
Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Arbitragem: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Manis e Rogério Pablo Zanardo (SP)
Cartões amarelo: Matheus Fernandes, Carli e Rodrigo Pimpão (BOT)

Ceará
Éverson; Samuel Xavier, Tiago Alves, Eduardo Brock e Felipe Jonatan; Edison, Richardson, Juninho Quixadá (Pedro Ken), Calyson e Felipe Azevedo (Ricardinho); Arthur (Ricardo Bueno)
Técnico: Lisca

Botafogo
Saulo; Luis Ricardo, Carli, Rabello e Gilson (Moisés); Lindoso, Matheus Fernandes (Marcelo), Bochecha (Erik) e Pimpão; Luiz Fernando e Kieza
Técnico: Zé Ricardo