Fluminense x Nacional-URU - De olho no título, Tricolor que abrir vantagem em casa


Após passar por Nacional Potosí, Defensor e Deportivo Cuenca, o Fluminense tem mais uma difícil missão pela frente para continuar vivo na briga pelo título da Copa Sul-Americana. Nessa quarta-feira, o clube carioca encara o Nacional do Uruguai, no primeiro jogo das quartas de finais, às 19h30, no Estádio do Engenhão. Jogando em 'casa', o Tricolor tenta abrir vantagem para apenas administrar o resultado no segundo jogo entre as duas equipes e que vai definir o semifinalista.

O jogo de volta está marcado para a próxima quarta-feira (31), também às 19h30 (horário de Brasília), dessa vez na casa do Nacional, no Estádio Parque Central, em Montevidéu. O vencedor desse duelo terá pela frente Bahia ou Atlético Paranaense. As duas equipes brasileiras também irão se enfrentar nas próximas duas quarta-feira e se o Fluminense passar, terá um compatriota pela frente.

FLU TEM DESFALQUE CERTO MAS QUER ABRIR VANTAGEM
Apenas um dia antes do primeiro jogo das quartas de final da Sul-Americana, o Fluminense recebeu a confirmação de um desfalque certo para o jogo dessa quarta-feira. Isso por que o lateral Léo teve um edema na coxa detectado na perna direita e por isso está fora da partida. Substituto direto na posição, Igor Julião não está inscrito na competição internacional e por isso uma dúvida pareia na cabeça do técnico Marcelo Oliveira.

Sem nenhum lateral-direito de origem à disposição para esta quarta-feira - o titular Gilberto ainda se recupera de um edema ósseo no joelho esquerdo. O treinador tricolor, portanto, terá de improvisar. O volante Dodi é o favorito para assumir a vaga aberta. Autor do gol da vitória Tricolor no domingo, contra o Atlético-MG pelo Brasileiro, Luciano espera ajudar novamente o time e conquistar uma vantagem na partida de ida.

"Esperamos um jogo difícil, não joguei contra o Defensor, que também é do Uruguai, mas sabemos que será um jogo difícil e temos que ter inteligência. Conversamos internamente, acreditamos que eles vão vir fechados, jogando por uma bola. Temos que ter ciência que são dois jogos e vamos estar preparados para fazer uma boa partida - explicou o atacante, falando sobre a preparação da equipe para a decisão".

NACIONAL COM DESFALQUE E DÚVIDAS
O empate por 1 a 1 contra o Peñarol, no último sábado, pelo Campeonato Uruguaio trouxe desgaste para os jogadores do Nacional, adversário do Fluminense nesta quarta-feira, pela Copa Sul-Americana. Apesar de terem viajado com a delegação, Alexis Rolin e Sebastián Fernández não têm presença garantida entre os titulares em função de problemas musculares.

"Deixamos o clássico para trás e estamos pensando no Fluminense. Vimos coisas do rival, pontos fortes e fracos. O jogo contra o Peñarol nos trouxe desgaste físico, psicológico e emocional. Mas nos recuperamos bem e temos a noção da importância desse jogo, uma competição internacional. Vamos tratar de tentar um bom resultado para podermos decidir em Montevidé", disse o técnico Alexander Medina.

Sebastián Fernández marcou o gol do Nacional contra o Peñarol, no último sábado. Além destas duas dúvidas, o técnico Medina não poderá contar com o atacante Bryan OCampo, principal promessa da equipe, de apenas 19 anos. Titular no clássico do último fim de semana, o jogador está servindo a seleção sub-20 do Uruguai.

FICHA TÉCNICA
Fluminense-BRA x Nacional-URU
19h30
Engenhão - Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Patrício Loustau (ARG)
Assistentes: Juan P. Belatti (ARG) e Ezequiel Brailovsky (ARG)

Fluminense-BRA
Júlio César; Ibañez, Gum, Digão; Dodi, Jadson, Richard, Ayrton Lucas, Sornoza; Everaldo e Luciano.
Técnico: Marcelo Oliveira

Nacional-URU
Esteban Conde; Jorge Fucile, Rafael García, Rodrigo Erramuspe, Alfonso Espino; Matías Zunino, Cristian Oliva, Santiago Romero, Gonzalo Castro; Leandro Barcia e Gonzalo Bergessio
Técnico: Alexander Medina