Homem forte! Função de "manager" dá certo e Josué não pensa em deixar Cano

image
Se a torcida do Americano sofreu bastante nos anos anteriores vendo o aceso escapar por entre as mãos por três anos seguidos, 2018 foi muito especial pois finalmente o clube retornou a primeira divisão do Campeonato Carioca e conquistou a Copa Rio. E o principal responsável por essa grande temporada foi o técnico e coordenador de futebol, Josué Teixeira, que não ficou de olho apenas no time profissional, mas sim em todas as categorias.

Grato ao Americano por ter permitido que ele fizesse um trabalho de "manager" no clube, Josué Teixeira revelou que teve propostas para deixar o Alvinegro durante o ano, mas afirmou que o Cano é a sua realidade de momento e já fez planos, não só para 2019, mas também para 2020, onde quer deixar o clube de maneira efetiva no Campeonato Brasileiro.

image

- Sou muito grato ao Americano, pois sempre quis fazer um trabalho de manager. Tentei no Macaé, mas não deu certo, muito por conta da situação financeira. No Americano foi mais fácil concretizar. Durante o ano tive duas propostas pra sair, uma do Irã e outra do Kuwait, mas preferi ficar e seguir com o projeto. Queremos fazer o Americano grande novamente, com a disputa da Copa do Brasil. Queremos passar de fase e fazer um grande Campeonato Carioca, pensando em uma perspectiva maior pra 2020, onde queremos jogar a Série D, pra ir galgando acessos. Ano que vem teremos o nosso estádio, que será um ganho financeiro e esportivo para o clube. São vários atrativos que me mantem no clube. Muitos falam comigo que eu deveria buscar um clube maior, mas o Americano é grande. Sou uma pessoa tranquila na minha vida pessoal e profissional. Não fico criando ilusões, vivo minha realidade. E minha realidade é o Americano - frisou o treinador, que prosseguiu.
image
- Sei que é muito difícil fazer esse trabalho de manager no futebol. É complicado comandar um clube gigantesco diretamente. Tem muitas pessoas envolvidas nesses projetos. E essa minha linha de trabalho, pode até afastar um executivo ou um gerente de futebol, pois acham que eu vou tomar espaço fazendo o que faço hoje no Americano. Mas fico muito tranquilo que se eu receber um convite, que tenha um gerente de futebol, ou um diretor, trabalho tranquilamente. Desde que seja um trabalho honesto. Mas hoje, falo muito friamente, que meu foco é fazer o Americano retornar ao Campeonato Brasileiro, mas de maneira constante.

Agradecimentos a diretoria e aos jogadores
Apesar de ter sido a peça principal no planejamento do clube, Josué Teixeira afirmou que se não fosse a diretoria confiar no seu trabalho, e lhe dar total autonomia para comandar o futebol do clube, o sucesso não seria alcançado da maneira que foi.

- Todo nosso trabalho aconteceu por causa do apoio da diretoria. Fui treinador, coordenador de futebol, coordenador da base, mas isso só foi possível com a carta branca da diretoria, que se preocupou com a parte administrativa e eu tocar o futebol. Hoje tem muita gente que dá pitaco, se diz entendido de futebol, mas não é o profissional adequado para a situação. Felizmente no Americano tivemos um entendimento muito bom e os resultados mostraram isso, o grande trabalho do clube - ressaltou.

image
Como não poderia ser diferente, além de agradecer a diretoria, Josué Teixeira deu méritos aos jogadores e afirmou que a liderança de alguns dentro do grupo no dia-a-dia de trabalho o ajudou muito na condução dos treinamentos.

- A confiança da diretoria foi importante, mas também a escolha de pessoas certas para trabalhar no projeto. Nosso foco sempre foi o acesso e felizmente conseguimos. Contamos com um grande grupo de jogadores, nunca se esconderam, assim como a diretoria. Sempre encaramos todos os problemas de frente, nunca teve covardia. Sempre tive uma liderança muito grande com o Admilton, o Luís Henrique, além do Espinho, Vandinho e Ramon, que já tinham passado por decepções anteriores no clube, mas deram a volta por cima. Grande parte de tudo isso que aconteceu, em relação aos problemas, foi da boa relação da diretoria, comando de futebol e jogadores - destacou.

Problema de salários atrasados gerou tensão, mas foi contornado
Apesar dos elogios a diretoria do Americano, em determinados momentos Josué Teixeira fez cobranças ao presidente Carlos Abreu por causa dos salários atrasados. Ele admitiu que alguns jogadores não ficaram satisfeitos com a situação, mas que tudo foi controlado e pelo caráter dos atletas, o trabalho andou normalmente.

- Teve momentos em que os jogadores ficaram preocupados, pois em muitos clubes de futebol é prometido o pagamento e ele não acontece. Isso cria instabilidade. Os atletas ficaram preocupados, mas administramos isso com os atletas de maneira tranquila. E eu sempre deixei tudo muito claro. Quem estivesse com algum problema muito grave, poderia sair. Nunca fui de me esconder nas verdades. A diretoria cumpriu o que prometeu, algumas vezes com alguns dias de atraso. Mas contornamos vários tipos de problemas - revelou.

image

Perda da dupla "Marakino", mas promessa de reposição a altura
Uma das coisas que mais encantaram a torcida do Alvinegro Campista no ano foram as atuações da dupla de ataque, Cláudio Maradona e Maikon Aquino. Porém, ambos já deixaram o clube. Entretanto, o Americano já está no mercado, anunciou três contratações e Josué Teixeira prometeu um elenco forte, do nível de 2018 para o ano que vem.

- Sabíamos que seria difícil segurar o Aquino e o Maradona, são grandes jogadores e tiveram um destaque muito grande. Mas já fechamos o contrato com alguns jogadores e em breve o clube estará anunciando as renovações e contratações. Não fomos pegos de surpresa. Estamos buscando novos atletas com o mesmo perfil deles. Eles foram muito importantes para a gente, mas o Americano também foi muito importante para eles. Mas vamos atrás de novos nomes, mas agora iremos amarrar contratos mais vantajosos pra gente, pois não lucramos nada em cima dos dois. Agora vamos buscar ter um percentual em cima dos novos contratos - disse o comandante do Cano, que falou as principais posições que o clube deve ir atrás de reforços.

- No ataque, tivemos poucas peças de posição. O Ricardo teve uma lesão e não conseguiu nos ajudar muito, utilizamos muitos atletas da base. O Ricardo não deve seguir e o Luan também não. Vamos olhar a base, pois temos que formar também. Outra posição são as laterais, pois tínhamos poucas opções. Talvez esses setores vão ser o que mais buscaremos reforços. Estamos muito bem servidos de volantes. Talvez iremos contratar um meia também. Mas tivemos muita calma. Pra surpresa de muitos, que achavam que estávamos parados, já estávamos no mercado há muito tempo.

Pedido de apoio aos torcedores
Por fim, Josué Teixeira deixou uma mensagem para a torcida, pediu que os torcedores sigam apoiando a equipe e acreditando nos projetos do clube.  

- Quero que a torcida continue apoiando. Temos um time muito bom. Tudo vai acontecer, basta esperar. Acreditamos nos objetivos do clube e vamos atrás deles. Mas para isso é importante o apoio da torcida - finalizou.

A estreia do Americano na Seletiva é em 22 de dezembro, contra o America, com o mando do Alvinegro Campista.

Fonte: FutRio