Junior Santos não quer mais o apelido de infância, "Pagode"


No futebol, há apelidos que ajudam, outros não. Assim, o volante Junior Pagode, destaque do Itaboraí na Série B1 e novo reforço do Americano, vê na alcunha um incômodo. E pede para ser conhecido agora como Junior Santos.

— Meu avô me apelidou dessa maneira. Mesmo grávida de mim, minha mãe sambava muito e ele dizia que ia nascer um pagodinho. Então já nasci com este apelido, mas que tem atrapalhado muito minha vida profissional — disse o jogador.

Cria das categorias de base do Flamengo, Junior espera ser agora reconhecido sem o apelido.

— Desde os tempos de Flamengo tento mudar, mas não consigo. Espero que agora eu seja reconhecido como Junior Santos — aposta o jogador.

Nas redes sociais, torcedores alvinegros deram a maior força a Junior em sua nova fase da carreira, o que marcou bastante o jogador, de 24 anos, que pretende retribuir em campo o carinho.

— Tenho certeza que agora com meu sobrenome farei história no Americano — concluiu Junior, natural de Macaé, com passagem também pelo Campos/Carapebus, Atlético-ES.

Fonte: Folha da Manhã