Maikon Aquino anuncia saída do Americano; Madureira é destino provável

O que tantos torcedores do Americano temiam foi confirmado nesta quarta-feira (10). Conforme já era esperado, o atacante Maikon Aquino não continuará no clube campista para a Seletiva do Carioca de 2019, que começa em dezembro. Através do Instagram, o atacante se pronunciou de maneira oficial sobre a decisão de não permanecer no clube. Um dos artilheiros do time na temporada, Maikon vem recebendo propostas de diversos clubes de dentro e fora do Rio de Janeiro, mas ainda não definiu seu rumo para a próxima temporada.

O destino mais provável de Maikon Aquino é o Madureira, mas ainda não há um acordo fechado entre as partes. Além de Aquino, o também atacante Cláudio Maradona é outro que está próximo de se mudar para Conselheiro Galvão. Os dois destaques do Canão são agenciados pela mesma empresa e é provável que estejam juntos com a camisa tricolor em 2019.

Através da nota de despedida, emitida nesta quarta, Maikon Aquino afirmou que se tornou um torcedor do Americano, onde já é considerado um ídolo. O jogador marcou 20 gols na temporada, em 38 partidas, sendo fundamental no título da Copa Rio e no acesso à Série A do Carioca. Ele é também o segundo maior artilheiro do futebol carioca no ano, com 20 gols, atrás de Maradona, seu companheiro de ataque e fiel escudeiro no Canão, que balançou as redes 21 vezes no ano.

Sem Maikon Aquino (e, provavelmente, Cláudio Maradona), o Americano se prepara para a Seletiva e deve começar os treinos no começo de novembro. A estreia acontece contra o America, em 22 de dezembro, provavelmente em Cardoso Moreira.

Confira abaixo a íntegra da nota oficial de Maikon Aquino:

"Venho hoje através dessa nota dizer que hoje me despeço do Maior do Interior, o Maior Alvinegro, muito feliz de ter feito parte dessa nova história em um momento delicado que estava o Americano. Saio hoje com sentimento de dever cumprido, os objetivos alcançados. Foram três finais, dois títulos, 38 jogos, 20 gols. Um time que sempre ficará em meu coração. Aprendi, além de jogar, a torcer por você, Americano. Hoje me tornei um torcedor apaixonado pela massa alvinegra, não é uma despedida definitiva, pois um dia ainda voltarei ao Maior de Campos e do Interior para dar novas alegrias a todos vocês, espero que nesses seis meses pude (sic) ser motivo de suas alegrias, de seus choros de felicidade...

Acho que deixei um legado e me tornei um ídolo nao só pelo futebol, mas também como carismático e ser humano que sempre serei. Obrigado a todos os envolvidos, professor Josué e sua comissão, Marcinho, Dimas, Vinicius, entre outros, funcionários que sempre estavam com sorriso nos rosto apesar das dificuldades, a todos da diretoria, presidente, em geral.

Aqui me despeço.
Maikon Aquino, Mil Gols"

Fonte: FutRio