Série B2 em risco: Em última instância, STJD absolve Maricá por escalação de Felipe Zuca

Em terceira e última instância, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Maricá foi absolvido por unanimidade, nesta quinta-feira (25), pela escalação do atacante Felipe Zuca durante a Série B2 do Campeonato Carioca. Nas duas esferas anteriores, na Justiça Desportiva estadual, o clube havia perdido seis pontos e ficado de fora da disputa pelo acesso. Com a pontuação recuperada, o futuro da atual edição da Terceirona fica em aberto.

Com a vitória do Maricá no STJD, as configurações da fase final do segundo turno (que terminou com título do Pérolas Negras) e também das semifinais gerais (que resultaram nos acessos de Campos e Nova Cidade) mudariam completamente. A decisão do título entre as duas últimas equipes - prevista para o próximo sábado, dia 27 - também não poderia acontecer, em tese. Na prática, os acessos de Campos e Nova Cidade podem não ter, de fato, se concretizado.

O FutRio.net tentou contato com o Departamento de Competições da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) logo após a decisão proferida pelo STJD. A resposta sobre o futuro do certame ainda não foi informada.

Idade prevalece
Estiveram presentes ao julgamento as defesas de Maricá, Rio São Paulo e 7 de Abril. O Pérolas Negras, antes diretamente interessado, se retirou da disputa. Enquanto o lado maricaense solicitou a absolvição, os outros dois participantes pediram a manutenção da punição imposta pela esfera anterior e até mesmo a ampliação levando em conta toda competição.

O relator do caso foi o primeiro a votar. A longa explanação concluiu que Felipe Zuca, por ter 20 anos durante a disputa da Série B2, poderia ser utilizado com contrato amador. A Lei Pelé foi utilizada como base para a decisão, acompanhada por unanimidade pelos demais auditores que estavam aptos ao voto no julgamento.

Resta agora a decisão da FERJ sobre qual será o prosseguimento da Série B2 do Campeonato Carioca, que pode ter que voltar algumas fases.


Fonte: FutRio