Brasil domina o primeiro dia do Sul-Americano de Canoas Havaianas

Só deu Brasil no primeiro dia do XVIII Sul-Americano de Va’a, nas águas da Praia do Forte, em Cabo Frio. A competição foi oficialmente aberta neste domingo (18), com muito sol, um mar azul e ventos fortes, que causaram o adiamento de algumas provas para a manhã desta segunda-feira (19).

Do total de sete provas realizadas neste primeiro dia do campeonato, seis foram vencidas por equipes brasileiras. O destaque ficou por conta da equipe He’e Nalu, de Cabo Frio (RJ), que venceu as duas equipes de Rapanui, consideradas favoritas na categoria V6 Júnior 19 Masculino (12km). Até quarta-feira (21) cerca de 500 atletas de nove países disputarão o título de melhores canoístas da América do Sul.

O primeiro dia de provas foi aberto com a categoria V6 Master Feminino 60, com equipes brasileiras nas duas primeiras colocações: Canuí Va’a, de Brasília (DF), e São Sebá Va’a, de São Sebastião (SP). “Em São Sebastião nós temos um projeto social que se chama ‘Canoa Para Todos’, totalmente gratuito, aberto a todas as idades, sem distinção de cor, de raça, de sexo. Já somos campeãs brasileiras, e em nome deste projeto viemos para esse Sul-Americano com muita garra, e ficamos com a segunda colocação. Agora temos outro desafio pela frente: estamos classificadas para o Mundial de 2019, em agosto, na Austrália, mas para representar o Brasil precisamos de patrocínio, seja em espécie, em alimentação ou hospedagem”, desabafou a atleta Sueli Stropp, de 67 anos. O Brasil também dominou nas categorias V1R Master 50 Feminina (6 Km) – dois lugares no podium – e V1R Master 50 Masculino (6 Km) – três lugares no podium.

Além do Brasil, quem também dominou o primeiro dia de competição foi o vento: segundo a equipe técnica, em alguns momentos foram registrados até 40 nós, obrigando o adiamento de algumas provas como as V1 Open e V1 Master, que vão abrir o segundo dia de Sul-Americano, nesta segunda-feira (19), antecipando o início das competições para às 7 horas. Apesar das dificuldades, algumas equipes conseguiram tirar o vento de letra. Foi o caso da campeã na categoria V6 Júnior 19 Feminino (12 Km). “Realmente tinha bastante vento contra, mas nós treinamos muito para isso, nos preparamos para este momento, então acabou sendo uma prova bem suave”, comemorou a atleta Paloma Bairros Ferreira. Outras acabaram tendo problemas, uma delas brasileira: a canoa virou logo na largada, comprometendo qualquer chance de pódio.
Segundo João Castro, diretor da Ecooutdoor Sports Business, agência organizadora do Sul-Americano em Cabo Frio, vento e mar agitado costumam ser grandes desafios para atletas da canoa havaiana. E nesta segunda-feira, a expectativa é de que um novo ingrediente extra deixe as provas ainda mais competitivas: segundo meteorologistas, a possibilidade de chuvas para o segundo dia de Sul-Americano é de 80% na parte da tarde, com previsão de 10mm. “Mesmo assim a expectativa é de realizarmos todas as provas, porque para os atletas o que importa é a condição do mar, e quanto mais mexido, mais eles gostam”, esclareceu João Castro. No entanto, ele alerta que caso haja algum comprometimento da segurança dos atletas por questões climáticas, novos adiamentos podem ser anunciados.

Em 18 anos, esta é a segunda vez que o Sul-Americano de Va’a acontece no Brasil. Considerado um dos campeonatos de canoa havaiana mais importantes do mundo, ele é realizado pela Confederação Brasileira de Va’a e Associação Magna de Desportes, e a 18ª edição conta com apoio da Prefeitura de Cabo Frio,  Secretaria de Turismo e Cabo Frio Convention Bureau, e o patrocínio do Restaurante Cabo Grill, Vilarejo, Nalin, Super Mineirão Supermercados, Boutique de Carne, Marcenaria Itajuru, Mafra Tintas e Bramil Supermercados.


Confira o resultado do primeiro dia de competições, e o calendário para os próximos dias:



18 de Novembro

Resultado oficial

V6 Master Feminino 60:

1º) Brasil – Equipe Canuí Va’a (Brasília/DF) – 24’44”

Rosangela de Araújo Pennafort

Adelina Fisher Sarmento

Monica Severo Pereira Gomes

Janete Maria Rubens Tinoco

Solange Rosa Filgueiras

Elizabeth Ferraz

2º) Brasil – Equipe São Sebá Va’a (São Sebastião/SP) – 29’05”

Carmen Lúcia Gil de Alcântara

Maria Amália Rangel Aranha

Izilda de Souza Puga

Luzia Goretti Castro

Sueli Stropp

Arinete Caillaux

V1R Master Masculino 60

1º) Brasil – Claudio Carneiro – 18’01”

2º) Chile – Rodrigo Dominguez – 22’15”

3º) Chile – Wolfgang Stotz – 25’54”

V1R Master Feminino 60

1º) Chile – Lourdes de la Puente – 40’37”

V6 Júnior 19 Feminino (12 Km)

1º) Brasil – 34’03”

Giovana Zambeli

Nathalia de Barros Lopes

Paloma Bairros Ferreira

Fernanda Silva Guimarães

Júlia Guimarães

Bruna de Abreu Libório

2º) Perú – 43’03”

Nicole Miñano

Maria Cristina Rodriguez

Daniela Mata

Alessandra Baltodano

Chenyi Jhon

Almudena Palma

V6 Júnior 19 Masculino (12 Km)

1º) Brasil – Equipe He’e Nalu (Cabo Frio/RJ) – 39’31”

Guilherme Teixeira Garcia

Juan Combothanassis

Pedro Garcia Lemgruber

Willian Muller

Lucas Barros da Costa

Eduardo Henrique Campos

2º) Rapanui – 40’27”

Braulio Artigas

Jason Tepano

Ariki Gutierrez

Tongariki Lilo

Tama Riroroko

Rangi Atan

3º) Rapanui – 41’39”

Maurata

Ariki

Poukura

Hadi

Korike

Juan

V1R Master 50 Feminina (6 Km)

Atleta homenageada: Make Chic (convidada Taiti)

1º) Brasil – Claudia Cristina de Souza – 40’28”

2º) Chile – Nitzmy Sara Bañados Silva – 40’35”

3º) Brasil – Regina de Eufase

V1R Master 50 Masculino (6 Km)

1º) Brasil – Mauro Fernandes – 47’51”

2º) Brasil – Claudio Chain – 49’02”

3º) Brasil – José Angelo – 51’23”

 

19 de Novembro

*A partir das 7h – V1 Open Masculino (16 Km) / V1 Open Feminino (16 Km) / V1 Master 40 Masculino (12 Km) e V1 Master 40 Feminino (12 Km) – (*) adiadas no primeiro dia devidos aos ventos fortes

8h15 – V6 Júnior 16 Masculino (6 Km)

8h30 – V1 Master Masculino 60 / Master Masculino 70 (6 Km)

8h45 – V1R Open Masculino (16 Km)

10h30 – V6 Júnior 16 Feminino (6 Km)

10h45 – V1 Master Feminino 60 / Master Feminino 70 (6 Km)

11h – V1R Open Feminino (16 Km)

12h30 às 14h30 – Almoço para os atletas

13h30 – V6 Master 50 Feminino (12 Km)

13h45 – V1 Júnior 19 Masculino (12 Km)

14h – V1R Master 40 Feminina (12 Km)

15h30 – V6 Master 50 Masculino (12 Km)

15h45 – V1 Júnior 19 Feminino (12 Km)

16h – V1R Master 40 Masculino (12 Km)



20 de Novembro

8h15 – V6 Master Masculino 60 / Máster Masculino 70 (6 Km)

8h30 – V1R Júnior 19 Masculino (6 Km)

8h45 – V1 Master 50 Masculino (6 Km)

10h – V1R Júnior 16 Feminino (3 Km) /V1 Parava’a Masculino (3 Km)

10h30 – V6 Master 40 Feminino (12 Km)

11h15 – V1 Master 50 Feminino (6 Km) / V1R Júnior 19 Feminino (6 Km)

12h30 às 14h30 – Pausa para almoço

13h30 – V1R Júnior 16 Masculino (3 Km)

14h – V6 Master 40 Masculino (12 Km)



21 de Novembro

8h15 – V6 Open Feminino (24 Km)

8h30 – V1 Júnior 16 Masculino (3 Km)

10h30 – V1 Júnior 16 Feminino (3 Km)

10h45 – V6 Open Masculino (24 Km)

12h30 às 14h30 – Almoço para os atletas

13h45 – V6 Mista Open (12 Km)

15h30 – Torneio Amizade (3 Km)

19h – Festa de encerramento