Danças típicas marcam a cerimônia de abertura do Sul-Americano de canoa havaiana

Começam oficialmente neste domingo (18) as competições do XVIII Sul-Americano de Va’a (canoa havaiana). Até o próximo dia 21, mais de 500 atletas de nove países vão movimentar o canto da Praia do Forte, em Cabo Frio, sempre a partir das 8 horas. A festa de abertura do evento aconteceu no fim da tarde deste sábado (17) e seguiu até a noite com desfile das delegações, bênção das canoas, cerimônia de união das areias e do mar e apresentação de tradições culturais dos países participantes. Teve dança folclórica, ritual dos guerreiros, músicas típicas e até capoeira com o grupo cabo-friense Vozes da África e os alunos do mestre Pingo, mas foi o som das marchinhas de carnaval e do samba, apresentados pela banda da Sociedade Musical Santa Helena, que colocou todo mundo para dançar, promovendo uma grande confraternização entre os povos.

Durante a abertura, o prefeito de Cabo Frio, Dr. Adriano Moreno, lembrou que a partir de agora o município entra no circuito dos eventos internacionais. “Isso é uma emoção muito grande, principalmente porque lutamos muito para que isso acontecesse, para que nossa cidade pudesse, através do esporte, incluir as pessoas. Faz 13 anos que as canoas havaianas passaram a fazer parte da nossa história, e desde então o esporte tomou conta do coração do cabo-friense. Que este seja o primeiro de muitos outros Sul-Americanos em Cabo Frio”, discursou.
Já o secretário de Turismo, Radamés Muniz, agradeceu a presença de todos os atletas, treinadores e visitantes, e reforçou a importância da competição para o turismo da cidade. “É um orgulho para Cabo Frio sediar um evento do porte deste Sul-Americano, que nos une através do esporte, mostra a força da amizade entre os povos, e ajuda a promover o município como um destino turístico para quem gosta de esportes aquáticos”, declarou.
Organizador do evento, João Castro, lembrou que o prefeito, Dr. Adriano Moreno, foi o grande responsável por colocar Cabo Frio na rota dos grandes eventos de esportes aquáticos. “Essa história começou em 2012, durante uma etapa do Aloha Spirit em Ilha Bela (São Paulo) e, já no ano seguinte, por intermédio dele, Cabo Frio sediou o evento, que retornou ano passado e volta a acontecer este ano de novo, de 23 a 25 deste mês. E, graças ao apoio dele, conseguimos, ainda, trazer este Sul-Americano para a cidade”, contou. Também participaram da solenidade de abertura do evento o presidente da Confederação Brasileira de Va’a, Fagner Augusto de Magalhães e os secretários municipais Flávio Rebel (Esportes) e Antônio Carlos Nascimento Vieira (Fazenda), além de representantes do Legislativo cabo-friense.

Antes da solenidade de abertura do campeonato, os atletas passaram o dia fazendo o reconhecimento das raias. O mar agitado é um desafio para muitos competidores, que podem ganhar um ingrediente extra no decorrer da competição: segundo a meteorologia, pode chover bastante a partir desta segunda-feira (19). “Mesmo assim vai ter prova, porque para os atletas o que importa é a condição do mar, e quanto mais mexido, mais eles gostam”, esclareceu João Castro, lembrando que Cabo Frio tem uma condição e uma vocação muito grande para a canoa havaiana. “Não é por acaso que temos grandes atletas do cenário nacional e mundial aqui, na cidade. E, fora do Brasil, Cabo Frio é bastante conhecida justamente por essa condição do mar mais agitado, porque ele não pode ser muito lagoa, muito parado. Tem que ser mais balançado, mesmo, porque esse é o grande desafio da canoa havaiana”, completou o diretor da Ecooutdoor Sports Business, organizadora do evento realizado pela Confederação Brasileira de Va’a e Associação Magna de Desportes, com apoio da Prefeitura de Cabo Frio, Secretaria de Turismo e Cabo Frio Convention Bureau, e o patrocínio do Restaurante Cabo Grill, Vilarejo, Nalin, Super Mineirão Supermercados, Boutique de Carne, Marcenaria Itajuru, Mafra Tintas e Bramil Supermercados.
Confira o calendário das competições:

19 de Novembro

8h15 – V6 Júnior 16 Masculino (6 Km)

8h30 – V1 Master Masculino 60 / Master Masculino 70 (6 Km)

8h45 – V1R Open Masculino (16 Km)

10h30 – V6 Júnior 16 Feminino (6 Km)

10h45 – V1 Master Feminino 60 / Master Feminino 70 (6 Km)

11h – V1R Open Feminino (16 Km)

12h30 às 14h30 – Almoço para os atletas

13h30 – V6 Master 50 Feminino (12 Km)

13h45 – V1 Júnior 19 Masculino (12 Km)

14h – V1R Master 40 Feminina (12 Km)

15h30 – V6 Master 50 Masculino (12 Km)

15h45 – V1 Júnior 19 Feminino (12 Km)

16h – V1R Master 40 Masculino (12 Km)


20 de Novembro

8h15 – V6 Master Masculino 60 / Máster Masculino 70 (6 Km)

8h30 – V1R Júnior 19 Masculino (6 Km)

8h45 – V1 Master 50 Masculino (6 Km)

10h – V1R Júnior 16 Feminino (3 Km) /V1 Parava’a Masculino (3 Km)

10h30 – V6 Master 40 Feminino (12 Km)

11h15 – V1 Master 50 Feminino (6 Km) / V1R Júnior 19 Feminino (6 Km)

12h30 às 14h30 – Pausa para almoço

13h30 – V1R Júnior 16 Masculino (3 Km)

14h – V6 Master 40 Masculino (12 Km)


21 de Novembro

8h15 – V6 Open Feminino (24 Km)

8h30 – V1 Júnior 16 Masculino (3 Km)

10h30 – V1 Júnior 16 Feminino (3 Km)

10h45 – V6 Open Masculino (24 Km)

12h30 às 14h30 – Almoço para os atletas

13h45 – V6 Mista Open (12 Km)

15h30 – Torneio Amizade (3 Km)

19h – Festa de encerramento