Fla vence Grêmio e se mantém vivo em disputa de título com Palmeiras

O Flamengo continua na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira (21), no Maracanã, o time carioca dominou o Grêmio e venceu por 2 a 0. O resultado mantém viva a luta com o Palmeiras, que segue com cinco pontos de vantagem a duas rodadas do final.

Os gols de Uribe e Diego não resumem todo o volume de jogo do Flamengo. O Grêmio, contudo, reclamou falta do centroavante em Cortez no lance.

Com as vitórias em cima de América-MG e Grêmio, Palmeiras e Flamengo somam 74 e 69 pontos, respectivamente. Para ficar com o título, o Fla precisa vencer os últimos dois jogos e torcer para que o Verdão faça apenas um ponto no mesmo período.

Na próxima rodada, o Flamengo visita o Cruzeiro e o Palmeiras vai a São Januário encarar o Vasco. As duas partidas serão no domingo, às 17h.

Já o Grêmio joga com o Vitória, em Salvador no mesmo dia e hora dos rivais pelo título.

Quem foi bem: Uribe
Centroavante fez bem o papel de referência. No primeiro tempo, desviou de cabeça bola que parou na trave. Na etapa final, novamente em escanteio, Uribe marcou.

Quem decepcionou: Everton
Principal jogador do Grêmio na temporada e no radar dos rivais de Manchester, Everton fez um jogo bem atípico. Sem explosão, ficou longe da área do Flamengo.

Fumaça identifica local onde rojão foi arremessado no início do jogo
Antes dos cinco minutos de jogo, as arquibancadas do Maracanã viraram palco de confusão. Depois de empurra-empurra, houve arremesso de rojão e mais briga. A Polícia Militar foi acionada, chegou ao setor e usou spray de pimenta para conter o incidente.

Flamengo pressiona, mas não marca
O Flamengo pressionou o Grêmio durante todo o primeiro tempo e esteve mais perto de marcar, mas não conseguiu por diferentes motivos. Primeiro, não foi contundente. Depois, sendo mais agudo, pecou nas finalizações. E quando acertou o pé, viu desvios atrapalharem. A trave salvou primeiro e depois foi o tornozelo de Geromel, em lances de Uribe e Renê (vídeo acima), respectivamente.
Arão e Cuéllar empurram Fla à frente
O domínio do Fla não foi algo aleatório. Com William Arão autorizado a atacar mais, o time da casa apertou o Grêmio contra sua defesa. Cuéllar manteve papel de construtor e, em reflexo disso, Diego e Everton Ribeiro ficaram mais próximos da zona de definição. O camisa 10 teve liberdade e quase marcou golaço (vídeo acima) de longe.

Grêmio é intenso e só
A escalação do Grêmio deu o sinal. Com Michel e Matheus Henrique, o time gaúcho botou intensidade no meio-campo e também esperava essa característica com Ramiro. Não deu. Sem o camisa 17 nos seus melhores dias, o lado direito de defesa sofreu. Na fase ofensiva, a equipe de Renato Portaluppi foi pobre. Limitada a bolas longas ou jogo aéreo.

Gol cedo aquece segundo tempo
O gol de Uribe, logo aos dois minutos da etapa final, esquentou o jogo. O Grêmio tentou reagir, tirou Matheus Henrique e botou Alisson para ter mais velocidade. O Flamengo ganhou mais espaço para jogar e obrigou a defesa gremista a se virar. Nos minutos finais, Geromel quase empatou de cabeça, mas César salvou. Segundos depois, com muito campo para atacar, Berrio serviu e Diego selou a vitória aos 44 minutos.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 0 GRÊMIO

Data e hora: 21/11/2018, às 21h45 (Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 36.013 pessoas (33.932 pagantes)
Renda: R$ 701.361,00
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Cartões amarelos: William Arão (FLA); Matheus Henrique, Ramiro (GRE)
Gols: Uribe, aos 2 minutos do segundo tempo (FLA); Diego, aos 44 minutos do segundo tempo (FLA)

FLAMENGO: César; Pará, Rhodolfo, Réver e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Diego, Everton Ribeiro (Marlos Moreno) e Vitinho (Jean Lucas); Uribe (Berrio)
Técnico: Dorival Júnior

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Marcelo Oliveira e Cortez; Michel, Matheus Henrique (Alisson), Ramiro, Jean Pyerre (Thaciano) e Everton; Jael (André)
Técnico: Renato Gaúcho