Paraesporte campista conquista terceiro lugar no Campeonato Brasileiro de Futsal DI

O time campista do Projeto Paraesporte, da Fundação Municipal de Esportes (FME), conquistou neste sábado (10) no Ginásio Poliesportivo Maestro Silveiro, na cidade de  Itabira, Minas Gerais, o título de terceiro colocado no Campeonato Brasileiro de Futsal DI. As equipes do Araxá, Corinthians e Paraesporte terminaram empatados com 12 pontos. O título de campeão ficou com time paulista do Corinthians no saldo de gol e o vice-campeão, para Araxá.

Já o atleta campista, Luan Moreira foi eleito o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro de Futsal DI e Lucas Lima, o melhor jogador.  
- Esse bom desempenho dos atletas resultou num convite para participar da pré-seleção que vai reunir 20 atletas, onde cinco serão escolhidos para integrar a delegação Brasileira de Futsal DI e que vão participar em outubro de 2019, na Austrália, dos Jogos Mundiais. Os colegas Marcelo Santos e Carlos Ralf, também estão na disputa - concluiu o coordenador do Projeto Paraesporte, Fábio Coboski, ressaltando que, participar do torneio foi muito importante para os atletas que conseguiram excelente desempenho e que as equipes estão de parabéns.

O destaque do campeonato foi a vitória da equipe do Paraesporte de 4x2 contra o campeão Corinthians, uma equipe tradicional e várias vezes campeã Brasileira. Na final contra Araxá foram três bolas na trave e a luta para empatar e conseguir o título, mas com a retranca da equipe mineira, a equipe não conseguiu ultrapassar.  Mas, saiu da competição como o destaque, pois na primeira participação competiu no topo contra equipes tradicionais e vencedoras, saindo com dois troféus de destaques individuais, melhor goleiro e melhor jogador. A delegação campista chega neste domingo (11) a Campos.
_ Mais uma vez as equipes do Projeto Paraesporte de Futsal vêm nos surpreendendo e nos enchendo de orgulho. Sabemos que foi um grande desafio para eles participarem do Campeonato Brasileiro de Futsal DI e conquistaram o terceiro lugar. Isso confirma que estamos no caminho certo e que o Paraesporte é o maior projeto público para pessoas com deficiência do Brasil. E todo esse resultado é fruto da sensibilidade e apoio do Prefeito Rafael Diniz, que acreditou no nosso trabalho e não mede esforços para ajudar a transformar a vida dos quase 900 atendidos e suas famílias - destacou o presidente da Fundação, Raphael Thuin.   

Carlos  Augusto Brasil, Guto, pai do atleta Fernando Augusto Barcelos Brasil, o Pipeiro, está muito feliz com o resultado dos atletas campistas.” Vocês todos são campeões, fizeram uma excelente campanha e tiveram um ótimo desempenho. Viajam mais de 500 km e mesmo assim, mostraram dedicação e disciplina. Além da equipe técnica que incentivou a cada momento o time. Como pai só posso agradecer a criação do Paraesporte, que vem mudando a vida do meu filho e de muitas outras crianças e adolescentes” concluiu orgulhoso do resultado.