Sillas Andrade conquista o ouro no Campeonato Carioca em Macaé

Um ano de grandes conquistas e superação. Assim pode ser resumido 2018 para o jovem macaense Sillas Andrade Alves da Silva, de apenas 13 anos. A cada competição, um novo desafio. A cada vitória, a sensação de gratidão. No último final de semana, ele participou da Etapa Única do Campeonato Carioca, que foi realizado no Parque Aeroporto, em Macaé. A pista é, atualmente, a única de bicicross ativa no Estado do Rio. E foi em casa que o adolescente sentiu o gostinho de conquistar o ouro, depois de dois anos.

“Estou muito feliz. É uma sensação muito boa poder disputar uma competição na minha cidade. Esse ano só foram realizadas duas provas aqui, sendo que uma não pude participar pois estava competindo a Copa Brasil de BMX em Novo Hamburgo (RS). Correr em casa é muito legal, mas, ao mesmo tempo, muita pressão em cima. Bate uma ansiedade. Ver toda a família e amigos torcendo é muito legal. Esse título eu já venho cobiçando desde 2016. Na primeira vez, o prêmio foi para um atleta de Brusque (SC). No ano passado foi para outro de Muriaé (MG). Esse ano, graças a Deus, eu garanti o título na categoria Boys-13 anos”, comemora.

Esse mês Sillas também foi destaque na Copa Penks Internacional, realizada nos dias 16 e 17 na cidade de Idaiatuba, em São Paulo. Essa prova é uma das etapas da Copa Latino-americana de BMX 2018.

“Foi uma prova muito difícil, com pilotos de vários lugares do país. Eu treinei muito e fui disposto a passar para a final. Eu tinha consciência que não seria fácil, que teria que dar tudo de mim. Era tudo ou nada. Mais uma vez Deus me ajudou e virei as classificatórias em segundo lugar e na final terminei em quarto lugar”, relembra.

Agora o jovem tem pela frente mais duas provas importantes. A primeira será a última etapa do Campeonato Paulista, neste sábado (1º), também em Idaiatuba. Depois, no dia 8, ele irá brigar pelo título na final do Campeonato Mineiro, em Betim (MG), onde está em segundo lugar no ranking geral.

Quem vê o adolescente nas pistas, ganhando títulos e se destacando a cada competição que participa, não consegue acreditar que há pouco tempo ele precisou passar por duas intervenções cirúrgicas para a retirada de um tumor na vista esquerda.

Mas não é a visão a sua maior limitação. Assim como a maioria dos atletas brasileiros, Sillas busca patrocínio e apoio. Caso alguém tenha o interesse em ajudá-lo, basta entrar em contato com a mãe, Jane, através do telefone: (22) 99219-4850.

Comentários