Academia Matsuda realiza cerimônia de fim de ano em Macaé

Em clima de fim de ano, no último dia 21, a Academia Matsuda realizou uma cerimônia de entrega de faixas para os alunos. O mestre Matsuda fez questão de entregar a cada atleta um cartão pintado a mão por ele com uma mensagem de agradecimento.

“O treinamento na academia Matsuda é muito duro. Nossa intenção é extrair o melhor de cada um. Às vezes sou duro, e muitas vezes elogios para que aprendam o preço da vida e o valor de seus esforços, vitórias e derrotas. O objetivo é que todos estejam sempre prontos para se reerguerem. Esse fim de ano gostaria de pedir desculpa por algum grito mais duro para chamar atenção.
Mas enquanto estiver vivo vou continuar lapidando, forjando as pessoas para que elas sejam fortes e úteis à sociedade e que possam ser bem sucedidas em qualquer lugar do mundo. Estivemos juntos em 2018 e esperamos que possamos continuar em 2019. Esse será o ano do Javali, de acordo com o Horóscopo Oriental. Um ano de fartura e próspero em tudo, com muita união familiar”, disse o mestre no cartão.

Durante o seu discurso, o professor fez questão de ressaltar a todos que cada degrau e graduação traz consigo mais responsabilidades e exige aprimoramento constante. Aquele que pratica o judô é moldado para se tornar um ser humano melhor em todos os aspectos. A força e a destreza conquistadas são para melhor servir a sociedade como cidadão útil e proativo. “Aprendendo a respeitar as regras, irão aprender a respeitar as leis. Mesmo com os seus corpos cansados, aprendem a buscar as últimas forças e a terminar sempre os exercícios inteiros, ou finalizar suas lutas em competições, tornando-se pessoas que não desistem de seus sonhos e objetivos até alcançá-los”, diz Matsuda.
A Cerimônia foi planejada com muito carinho por toda equipe. Pode ser criança ou adulto, aquele que troca de faixa sente a alegria de uma conquista verdadeira. Depois de muito treino, luta e suor.

A estrutura da academia acabou sendo pequena para receber os 57 novos graduados e as mais de 100 pessoas convidadas. Entre os presentes, alguns alunos do Projeto Social Banzai e da Escola MapleBear, onde Matsuda dá aulas.
Após o treino, as demonstrações de conhecimentos técnicos e as lutas, foi feita a entrega das novas faixas. “Seria muito pouco um dia só para homenagear a todos os envolvidos, que nos ajudam, começando pelos pais dos nossos alunos”, disse o professor Matsuda. “É tanta gente que eu gostaria de agradecer que não consigo lembrar de todos e presentear a todos. Então, por isso, sigo diariamente dizendo arigatô judô, pois foi o esporte que me trouxe essas alegrias e amizades verdadeiras. São tantas mãos que nos amparam, empurram para a frente nos ajudando sempre”, disse.

Em 2015, Matsuda foi convidado a tentar em Macaé a abertura de uma Nikkei, uma associação de descendentes de japoneses, pelo então presidente da Associação Nipo Brasileira do Rio de Janeiro, o Sr Akiyoshi Shikadae. Em 2016, o projeto iniciou tímido, a princípio, apenas com a abertura do curso do Idioma japonês. O judô foi, pouco a pouco, ganhando forças e se expandindo.
Em 2018, a Associação ganhou um novo estatuto e consolidou-se como uma Instituição Cultural e Esportiva Japonesa. Ela passou a se chamar “Associação Matsuda Iminkan”.

Agora em 2019, a Associação segue trabalhando muito para realizar tantos sonhos, anseios e projetos.

Comentários