Após atuar no sacrifício, Gláucio se diz realizado em defender o Campos

image
O Campos conquistou o acesso à Série B2 do Campeonato Carioca. Um dos destaques e líderes do clube na competição, o goleiro Gláucio, em tom de brincadeira, retornou aos assuntos polêmicos da Terceirona ao longo da temporada, citando o fato de que o Roxinho conseguiu dois acessos à Série B1.

- Vocês podem me explicar? A gente teve o primeiro acesso à B1. Agora o segundo acesso é para a Seletiva? Como é? Eu não sei... dois acessos. É brincadeira (risos) - disse o goleiro.

Nas partidas decisivas da competição, Gláucio atuou no sacrifício, enfrentando muitas dores na região das costas, principalmente no primeiro jogo da semifinal, quando recebeu atendimento médico no intervalo da partida. O arqueiro ressaltou o esforço feito por todo o trabalho da temporada e disse que não poderia ficar de fora da fase mais importante da Terceirona:

- Eu tenho 33 anos, muito cabelo branco e os jogadores ficam me chamando de velho. Eu fui abaixar para amarrar a chuteira e a coluna acabou, minutos antes do jogo. No intervalo (do jogo de ida) fui para a ambulância tomar Dipirona na veia. Estava brabo. Ainda bem que não perceberam, porque ninguém chutou e ficaram só nas bolas alçadas. Valeu o esforço pelos sete meses de trabalho, não podia ficar de fora dessa.

Gláucio concorre a Bola de Ouro da Série B2, junto a Felipe Zuca, do Maricá, e Rafael Paty, do Pérolas Negras. De forma modesta, o goleiro afirmou estar satisfeito apenas em poder retornar aos gramados e também a ajudar o Campos no retorno à Segundona.

- Eu já estou realizado só de poder voltar a atuar, ter esse acesso e ajudar o Campos a retomar o lugar dele. Ano que vem, vamos fortes para a B1. Não vamos jogar só por jogar. Vamos buscar a Seletiva. Eu já estou honrado de poder voltar no nível em que voltei. Eu mesmo desconfiava de mim. Ainda estou entre os três melhores (da competição). Pode me dar o terceiro lugar, já estou satisfeito. Pode deixar o Felipe Zuca (atacante do Maricá), que fez um excelente campeonato e é um garoto promissor, com bastante talento. Ou o Paty (atacante do Pérolas Negras) que dispensa comentários, não adianta falar dele que ele já tem uma história dentro do futebol. Já fique na Seleção, então já estou satisfeito - concluiu o camisa 1.

Agora pela grande final, o Campos encara o Nova Cidade, na quarta-feira (5), no Estádio de Los Lários, em Xerém, às 16h.

Fonte: FutRio