Atletas da Apae/Paraesporte participaram das Olimpíadas Especiais das Apaes

Atletas de Campos da Apae/Paraesporte participaram da XXII Olimpíadas Especiais das Apaes, aberta no último dia (3) no Complexo Esportivo da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), em Canoas, no Rio Grande do Sul. Foram cinco dias de muitas competições e aprendizados para 1.6 mil atletas que participaram das 11 modalidades esportivas. O evento foi organizado pela Federação Nacional das Apaes  (Fenapaes) e tem por objetivo estimular a ação participativa e integrada de atletas, profissionais, dirigentes e familiares, por meio do esporte.  

Os sete atletas do município integraram a delegação do estado, que levou cerca de 50 atletas que competiram nas modalidades de bocha, natação, atletismo, futsal, futebol de 7 e basquete. 
- Foram cinco dias de muito aprendizado e crescimento não só para os atletas, mas também para a equipe de profissionais. Tive a oportunidade de trocar conhecimento com professores de outros Estados e, o mais importante do evento, é que ajudamos os alunos a adquirir confiança e autonomia para a vida - explicou o Coordenador do projeto Paraesporte, da FME, Fábio Coboski.

A Delegação do Estado do Rio de Janeiro, trouxe na bagagem 26 medalhas, sendo 11 de ouro, seis de prata e nove de bronze.  A equipe de natação conquistou sete medalhas de ouro, duas de prata e outras duas de bronze. No atletismo foram quatro de ouro, três de prata e seis de bronze. Já na competição coletiva, o time de Futsal Feminino ficou em 2º lugar, enquanto a equipe masculina conquistou uma medalha de bronze.
- A APAE Campos está imensamente feliz e orgulhosa com a participação dos setes assistidos (5 meninos e 2 meninas) no evento. A participação representa um grande passo de autonomia na vida deles, uma vez que estão viajando para outro estado sem a família, tendo a oportunidade de conhecer um lugar novo, ter contato com pessoas e culturas diferentes, o que será para eles uma experiência única e inesquecível de crescimento pessoal e perspectiva de um futuro com melhores oportunidades de inclusão por meio do esporte. Agradecemos a parceria com a Prefeitura que, através do Paraesporte cedeu duas profissionais para acompanhá-los e principalmente ao professor de educação física, Alber da Silva Gomes e a fisioterapeuta Adiléa Cadete Pedroza - destacou a presidente da Apae, Marilane Amaral Pessanha.