Boavista, Portuguesa e Itaboraí serão o Rio de Janeiro no Brasileiro série D


A Série D do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2019 será a décima primeira edição da competição de futebol profissional equivalente à quarta divisão no Brasil. Esta edição será disputada por 68 equipes, que se classificaram através dos campeonatos estaduais e por outros torneios realizados por cada uma das federações estaduais. Período: 5 de maio – 18 de agosto

Três clubes do Rio de Janeiro irão disputar nessa temporada, Boavista (posição no Carioca), Portuguesa (posição no Carioca) e Itaboraí (Copa Rio).

De acordo com o formato do ano anterior, com 68 equipes participantes, as vagas serão distribuídas da seguinte forma:

Os quatro rebaixados da Série C do ano anterior;

O estado primeiro colocado no Ranking Nacional das Federações terá direito a 4 vagas;

Do segundo ao nono no Ranking Nacional das Federações terão direito a 3 vagas;

Os demais 18 estados no Ranking Nacional das Federações terão direito a dois representantes cada.

Os indicados das federações estaduais serão através do desempenho nos Campeonatos Estaduais ou outros torneios realizados por cada federação estadual;

Em caso de desistência, a vaga será ocupada pelo clube da mesma federação melhor classificado, ou então, pelo clube apontado pela federação estadual. Se o estado não indicar nenhum representante, a vaga será repassada ao melhor estado seguinte posicionado no Ranking Nacional das Federações, que indicará uma equipe a ocupar o mesmo grupo da equipe original. Caso a vaga ainda ficar em aberto, será transferida ao segundo estado seguinte e melhor colocado no ranking, e assim sucessivamente. O limite de usufruto de vaga repassada é de uma por federação.

As equipes que disputam a Série D geralmente são definidas pelo seu posicionamento na tabela de classificação de seus respectivos campeonatos estaduais. Quando nos estaduais existe algum participante que já disputa alguma divisão superior do Campeonato Brasileiro (Séries A, B ou C), a classificação para a Série D se dá a seguinte equipe melhor posicionada na tabela de classificação. Em alguns estados, os campeonatos locais servem apenas como classificação para a Copa do Brasil da temporada subsequente. A federação destes estados prefere realizar algum torneio paralelo ao estadual propriamente dito, para definir seu(s) representante(s) na Série D do Campeonato Brasileiro. Por conta de ajustes no regulamento feitos pela CBF, determinando que os campeonatos e seletivas estaduais de um ano classifiquem seus times para as competições nacionais do ano seguinte, alguns estados tiveram os mesmos representantes nas edições de 2017 e 2018.[2]

São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Bahia e Pernambuco terão quatro representantes, Rio de Janeiro, Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul terão três representantes cada. Os outros estados terão dois representantes cada.

Na primeira fase os 68 clubes serão divididos em dezessete grupos com quatro clubes cada, organizados regionalmente. Os times jogarão contra os outros do grupo, em turno e returno, num total de seis rodadas. Os primeiros colocados de cada grupo, além dos 15 melhores segundo colocados, se classificarão para a segunda fase. Desta fase em diante, todas serão em mata-mata, com o clube de melhor campanha sempre realizando a partida decisiva em seus domínios. Os quatro semifinalistas conquistarão o direito de disputar a Série C de 2020. Os vencedores das semifinais jogarão as finais também em ida e volta, e aquele com o melhor resultado agregado será o campeão da Série D de 2019.