Branco leva Campos a dois acesso no mesmo ano e exalta qualidade do grupo

image
O Campos conseguiu, pela segunda vez no ano, o acesso à Segundona do Campeonato Carioca. O time perdeu para o Maricá por 1 a 0, neste sábado (01), mas alcançou o acesso graças à vitória por dois gols de diferença no jogo de ida. O técnico Branco, condutor da equipe na conquista, destacou a força do grupo e fez questão de levantas as dificuldades sofridas pelo time durante o ano.

A equipe já tinha chegado ao acesso ao passar pelo Queimados, em dois resultados iguais, no mês de setembro. Contudo, com a recuperação dos pontos do Maricá, no STJD, somente o Roxinho perdeu o acesso e, na visão geral no clube, foi prejudicado. Segundo ele, toda a energia e alegria da conquista já tinham sido esgotadas.

- Olha, eu vou ser bem sincero. A energia que eu tinha para comemorar, eu comemorei lá atrás. Eu confesso para vocês que eu estou bastante decepcionado com tudo que aconteceu. A gente tem que lutar. Hoje aqui, com um a menos, vê quem foi a equipe perdeu mais gols? Então para ganhar desse time meu tem que ser fogo para não falar um palavrão - disse, completando.

- Eu acho que isso veio para coroar essa galera sensacional. Depois de um baque, da resiliência que eles tiveram. Depois do baque que nós sofremos, eu acho que papai do céu não dorme. Tentaram tirar do Campos, mas acima de nós está Aquele lá de cima. O mérito é da garotada. Ficamos feliz, foi mais do que justo. Fico muito feliz porque com um a menos nós criamos e deixamos de matar o jogo. Ali no final tomamos um gol - analisou.

No duelo com o Maricá, o time perdeu Ralph, expulso pelo segundo cartão amarelo, na reta final do primeiro tempo e viu o adversário ter a superioridade numérica e mais posse de bola. Apesar do cenário, o contra-ataque seguiu forte e o time perdeu pelo menos duas chances claras, na linha da pequena área, que poderiam ter dado mais tranquilidade no confronto, desperdiçadas por Jonathan e Gilsandro.

Elogios e aplausos ao Maricá, rival na semifinal
Apesar da bronca com o tribunal, Branco, após o apito final, ainda no gramado do Alzirão, palco do segundo confronto entre as equipes pela Terceirona do Carioca, fez questão de exaltar as qualidades do time comandando por Sorato, tirando qualquer responsabilidade da equipe pelas decisões do STJD, tão contestadas no Norte-Fluminense.

- O Maricá tem qualidade, grandes jogadores, comissão técnica espectacular. Eles estão de parabéns. Nada contra eles. Mas sim da maneira que foi colocada contra nós. A gente está forte e através dos problemas você vê quem é homem e quem é profissional - encerrou o comandante do Roxinho.

Agora o Campos pega o Nova Cidade na final da Série B2 do Campeonato Carioca, na partida que será realizada no dia 5 de dezembro, às 16h, no Estádio de Los Lários. 

Fonte: FutRio