Ceará x Vasco - Cruzmaltino busca empate no Castelão para garantir permanência

Resultado de imagem para Ceará x Vasco
O Vasco precisa de apenas um empate na rodada final do Brasileirão para evitar o rebaixamento sem depender de outros resultados. O momento de pressão somado ao interesse do adversário Ceará em uma vaga na Sul-Americana, no entanto, apontam que o valioso ponto vai custar muita superação dos vascaínos.

É certo que o jogo marcado para as 17 horas deste domingo, no Castelão, diante de mais de 50 mil cearenses, será de muita tensão para o lado carioca. Até quarta-feira foram vendidos os 35 mil bilhetes colocados na bilheteria. Perto de 20 mil estão destinados ao Sócio Torcedor.

AS POSSIBILIDADES
Na 15ª colocação, com 42 pontos, o Vasco tem a vantagem do empate por conta do confronto direto entre o 14º colocado Fluminense, que também tem 42 pontos, contra o 17º colocado América-MG, primeiro time dentro da zona de rebaixamento, com 40.

Caso seja derrotado, o time do técnico Alberto Valentim precisa torcer por uma derrota do América ou da Chapecoense, que está em 16º lugar, com 41 pontos, e enfrenta o São Paulo.

NOVO FOCO
Com a intenção de colocar o Ceará na Copa Sul-Americana de 2019, o técnico Lisca fechou os treinos durante a semana visando o duelo contra o Vasco . A oportunidade de cravar uma vaga num torneio continental levou o treinador a optar por escalar o que tem de melhor, apesar de já ter conquistado o principal objetivo do time: permanecer na Série C.

Lisca só não poderá contar com o atacante Leandro Carvalho, suspenso. Com isso, o ataque deve ser formado por Felipe Azevedo, Calyson e Arthur, anunciado como novo reforço do Palmeiras na última sexta-feira. O artilheiro da equipe garantiu presença em sua despedida do time alvinegro.

VOLTA NO ATAQUE
Calyson, inclusive, retorna após cumprir suspensão no empate por 2 a 2 diante do Atlético-PR. Além dele, Edinho pode aparecer como opção para o meio de campo. Juninho assumiu a titularidade após retornar de lesão, mas vem sendo um dos jogadores mais desgastados nesta reta final.

Caso seja preservado, o ex-volante do Palmeiras deve assumir a função.
“Com a permanência garantida, devemos jogar com um pouco menos de peso contra o Vasco. Sem dúvida, a pressão é menor. Mas temos um grande objetivo, que serve para premiar essa retomada no campeonato. O (técnico) Lisca trabalha bastante em todos os jogos. Não devemos mudar nosso estilo de jogo, mas sempre tem algo para ser melhorado”, disse Luiz Otávio.

SEM PIKACHU
Diante deste momento decisivo para o Vasco, Valentim não vai contar com Yago Pikachu, principal jogador vascaíno da temporada. Ele foi expulso na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras na rodada passada e terá que cumprir suspensão. A tendência é que Andrés Ríos seja o escolhido para preencher a vaga no setor ofensivo.

Também estão fora da partida o lateral-esquerdo Ramon e o volante Leandro Desábato, ambos vetados pelo departamento médico por dores na coxa direita. O volante Willian Maranhão deve ser improvisado na esquerda, enquanto Raul fica com a vaga do argentino na contenção do meio de campo.

SAÍDA E MAL-ESTAR
O goleiro Martín Silva, que perdeu a titularidade para Fernando Miguel e segue com futuro indefinido no clube, não viajou para Fortaleza. De outro lado, é dado como certa a volta do meia Douglas, atualmente no Grêmio.

Em meio a tantos problemas, a diretoria do Vasco buscou amenizar o drama e pagou ao elenco, na última quarta-feira, os salários atrasados referentes ao mês de outubro. Apesar do acerto com os jogadores, parte da comissão técnica e demais funcionários não receberam, o que causou certo mal-estar nos bastidores.

FICHA TÉCNICA
Ceará-CE x Vasco da Gama-RJ
17h00
Arena Castelão - Fortaleza (CE)
Árbitro: Raphael Claus-SP
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis-SP e Rogerio Pablos Zanardo-SP

Ceará-CE
Éverson; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e Felipe Jonatan; Juninho, Richardson e Ricardinho; Calyson, Felipe Azevedo e Arthur.
Técnico: Lisca

Vasco da Gama-RJ
Fernando Miguel; Luiz Gustavo, Werley, Leandro Castan e Willian Maranhão; Raul, Andrey, Thiago Galhardo e Kelvin; Andrés Ríos e Maxi López.
Técnico: Alberto Valentim