Clássico Goyta-Cano será realizado com os portões fechados na quinta-feira, dia 27

Imagem relacionada
Agora está definido, o clássico Goyta-Cano não terá torcida e será realizado com os portões fechados na quinta-feira (27/12) no Aryzão. Após o pedido do TJD de punição em decisão liminar, onde o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Estado do Rio de Janeiro (TJD-RJ), Dr. Marcelo Jucá, atendeu ao pedido da Procuradoria e determinou que o Laranjão seja interditado e a torcida do Goytacaz proibida de frequentar os jogos do clube como mandante e também como visitante. O diretor de competições da FERJ, Marcelo Vianna aplicou a seguinte resolução:

Marcelo Carlos Nascimento Vianna, Diretor do Departamento de Competições da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, no uso das atribuições que lhe são conferidas no Estatuto e no Regulamento Geral das Competições, Considerando os termos da decisão exarada pelo Presidente do TJD/RJ, publicada por meio da comunicação nº 431/2018

RESOLVE:
Dar cumprimento à decisão do TJD/RJ para determinar o seguinte:

1) Que o Nova Iguaçu FC indique, dentro dos prazos regulamentares, onde mandará suas partidas durante o período de interdição do seu estádio. Caso a indicação seja apresentada de forma extemporânea o DCO da FERJ designará o local da partida.

2) Que as partidas mandadas pelo Goytacaz FC sejam realizadas com portões fechados, em razão da dificuldade natural de controlar o acesso de seus torcedores caso a presença da torcida visitante seja permitida. Em jogos nos quais o Goytacaz FC for visitante apenas a torcida do clube mandante poderá comparecer ao estádio.

O Goytacaz FC deverá interromper o processo de venda de ingressos para suas partidas, bem como organizar o procedimento de devolução de valores aos seus torcedores e torcedores da equipe visitante, caso a venda de ingressos para o seu próximo jogo já tenha sido iniciada.

Esta resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições em contrário.

Rio de Janeiro, 23 de dezembro de 2018.


Entenda o caso:
Após a derrota por 2 a 1 para o Nova Iguaçu, fora de casa, a torcida do Goytacaz se desentendeu com o goleiro Paulo Henrique e foi tirar satisfações com o atleta no vestiário. A tentativa de invasão por parte dos torcedores terminou com confusão e tiros após o confronto realizado no Laranjão.

A segurança do estádio na Baixada Fluminense agiu de maneira rápida e conseguiu conter os protestos. As saídas da torcida e do time visitante ficam próximas e os torcedores tentaram invadir o vestiário para tirar satisfações com o camisa 1 do Goytacaz, que não teve culpa nos gols, mas se desentendeu com os presentes no confronto. 

Ao todo foram pelo menos três disparos de armas de fogo. O presidente do Goytacaz, Dartagnan Fernandes, esteve no meio dos torcedores conversando e acalmando os que estavam mais nervosos. Com a ajuda da Polícia Militar, que chegou durante o ocorrido, a confusão se acalmou.

Comentários