Domingo foi de muito de vôlei de praia e futvôlei no Jardim São Benedito

As areias das quadras do Jardim São Benedito foram palco neste domingo (2) para a 3ª etapa do Campeonato Campista de Vôlei, que reuniu 21 duplas, e para o Torneio de Futevôlei, que somou 24 duplas. O presidente da Fundação Municipal de Esportes, Raphael Thuin, prestigiou os dois eventos e falou da importância do esporte para melhorar a qualidade de vida da população campista.

No vôlei de praia, o campeonato foi dividido em quatro categorias masculinas e femininas, reunindo jogadores de Campos, Macaé e Itaocara, como o jovem Rian de Azevedo Eleotério, 18 anos,  que participou do evento.
- Eu sempre gostei de vôlei, até porque sempre recebi apoio dos meus pais Alexandra e Rogério, que gostam do esporte e praticam. Eu passei a praticar o esporte há dois anos. Venho todo dia treinar aqui no Jardim. O esporte mudou minha vida. Eu era sedentário, mas agora escolhi o esporte como um estilo de vida – contou.

No futevôlei, o templo nublado ajudou os jogadores que se revezavam na quadra de areia, como Vitor Viana, 14 anos, que vem se destacando nos jogos. “Eu descobri o futevôlei há dois anos, na Praçinha do IPS, mas  agora participo da Escolinha do Moreno. O esporte tem me ajudado muito, principalmente no campo da disciplina.  O resultado é que já acumulo várias medalhas e já conquistei três troféus entre 1º e 3º lugar”, destacou Vitor, que disputará o Torneio Anderson Aguiar, no Rio de Janeiro, nos próximos dias 14 e 15, em dupla com Pablo Santos. 
De acordo com o instrutor Magno César Morares, o Novinho, o objetivo do Torneio foi incentivar a prática esportiva e atrair novos adeptos. “Atualmente  atendemos mais de 50 alunos com as aulas gratuitas que acontecem no Jardim São Bendito,  às segundas, quartas e sextas-feiras de manhã e tarde. 
O presidente da Fundação Municipal de Esportes, Raphael Thuin, esteve no Jardim para os dois eventos. 
- Nosso objetivo é motivar as pessoas para que pratiquem um esporte, visando uma vida mais saudável. É lógico, que neste trabalho, nossa equipe de profissionais tem identificado alguns atletas com potencial e estamos apoiando e incentivando.  Hoje, já chegamos a fazer 18 mil atendimentos, entre as 51 modalidades esportivas oferecidas gratuitamente, incluindo 11 atividades voltadas para o Projeto do Paraesporte, que é um projeto pioneiro voltado para pessoas com deficiência”, concluiu Thuin.