Equipe do Paraesporte/Apae de Campos participa da XXII Olimpíadas das Apaes no RS

 (Foto: Divulgação)
Setes atletas do Paraesportes/Apae Campos vão integrar a delegação estadual na XXII Olimpíadas Especiais da Apaes que começa na noite desta segunda-feira (3), no Complexo Esportivo da Universidade Luterana do Brasil, (ULBRA), em Canoas, Rio Grande do Sul. O Rio de Janeiro é representado por 50 atletas nas modalidades de bocha, atletismo, futsal, futebol de 7 e basquete. 

O evento acontece até o dia 8 e vai contar com 23 delegações estaduais reunindo cerca de 1,6 mil atletas em 11 modalidades esportivas: atletismo, natação, tênis de mesa, ginástica rítmica, ginástica artística, capoeira, bocha, futsal, futebol society, handebol e basquete. O evento tem como proposta promover a inclusão, desenvolvimento e lazer das pessoas com deficiência intelectual e múltipla. Nesta segunda, após sorteio, a delegação do Rio de Janeiro conhecerá os rivais. 

— Está é a primeira vez que um grupo de atletas do Paraesporte/APAE Campos irá fazer parte da delegação carioca nas Olimpíadas Especiais Nacionais das APAEs.  Serão 6 dias de muito esporte e aprendizado para nossos atletas. Mais uma vez o governo Rafael Diniz fazendo a diferença na vida dos cidadãos campistas. Resultado de uma parceria frutífera entre a APAE e a prefeitura de Campos, através da Fundação Municipal de Esportes. Nossos guerreiros terão a oportunidade de mostrar todo seu potencial e buscar superações pessoais e batalhar por medalhas — destacou o presidente do Paraesporte, Fabio Coboski.

Carlos Augusto Oliveira Ribeiro, 16 anos, aluno do Apae/Campos disse que o esporte mudou sua vida. “Eu era uma pessoa muito brigona e se não tivesse descoberto o esporte com o professor Alber não seri como seria hoje minha vida. Estou ansioso e ao mesmo tempo com medo, pois nunca andei de avião, mas vou superar e ainda vou trazer uma medalha para Campos, destacou o atleta de futebol”, Carlos Augusto. “Todos já são verdadeiros campeões e que nos enchem de orgulho”, frisou o presidente da Fundação Municipal de Esportes, Raphael Thuin.   

O professor da Apae/Paraesporte, Alber Gomes destaca que é importante estimular os jovens à prática esportiva. “Muitos dos nossos alunos antes de iniciarem na atividade física não tinham expectativas de estudar, trabalhar ou mesmo fazer uma atividade. Mas hoje o que vemos são pessoas alegres, disciplinadas e que estão sonhando com um futuro melhor. E isso é muito gratificante pra mim, como professor que comecei a trabalhar como voluntário em 2000”, disse Alber.