Qualidade dos elencos deixa Seletiva equilibrada, diz Dartagnan Fernandes

De fora por um gol no saldo, o Goytacaz usa a última edição da Seletiva como experiência para projetar o certame que começa a duas semanas. O presidente Dartagnan Fernandes fez uma avaliação geral da competição e vê que o próximo certame terá mais equilíbrio do que o último, em que Cabofriense e Macaé foram os classificados para a fase geral da competição. Segundo ele 

Na rodada final, o Goytacaz chegou nos minutos finais do jogo contra o Bonsucesso precisando apenas de um gol para avançar à fase seguinte, enquanto o Macaé torcia de longe, já que tinha enfrentado o Resende no Sul-Fluminense. Agora, com a rivalidade com o Americano pesando, o presidente vê o time preparado, apesar das dificuldades.

- São duas competições diferentes no seu aspectos. Essas disputas internas com o Americano e até mesmo o Macaé, que já tem uma rivalidade, dificulta um pouco a trajetória. O Goytacaz está fazendo um elenco para suprir todas essas dificuldades - disse, ainda falando do certame.

- Quero deixar bem claro que a Seletiva deste ano não foi tão equilibrada com seus elencos, haja visto que três times terminaram com dez pontos. Em 2019, realmente será diferente da anterior. Serão jogos mais consistentes, com maior dificuldade de resultado. Os jogos serão decididos em pequenos detalhes - afirmou.

A equipe começa a temporada de 2019 enfrentando o Nova Iguaçu, fora de casa, às 16h, no Laranjão. O time pega America, Americano, Macaé e Resende na fase preliminar do Campeonato Carioca.