Rafinha descarta revanche e define peso do Goyta-Cano: "Final de Copa"

O dia 16 de setembro de 2017 reservou o Goyta-Cano mais importante da história dessa rivalidade. Os rivais eternos decidiram o acesso para a Série A do Campeonato Carioca e o Goytacaz levou a melhor, com Luquinha fazendo o gol da vitória aos 44 minutos do segundo tempo. Mais de um ano se passou e o duelo voltará a acontecer, mas agora na Seletiva da primeira divisão.

Alguns jogadores do atual elenco do Americano estavam presentes naquela ocasião. Um deles foi Rafinha, que viu de bem perto Luquinha balançar as redes decisivamente. A tristeza, entretanto, está enterrada. Segundo o lateral-esquerdo, o pensamento do Alvinegro não é de revanche, mas sim de alcançar a segunda vitória na fase preliminar.

- Nosso grupo está pensando em um jogo de cada vez e todos como se fossem uma final de Copa do Mundo. E contra o Goytacaz será mais uma final. O que passou ficou no passado, temos a nossa segunda final agora e estamos focados em fazer mais um grande jogo como foi o primeiro. O que temos que fazer é continuar nesse propósito de que o craque da nossa equipe é o nosso grupo - ressaltou o atleta.

Por conta de uma confusão causada pela torcida alvianil no duelo contra o Nova Iguaçu, o Goytacaz terá que jogar os próximos jogos em casa com portões fechados. Sendo assim, o Goyta-Cano não contará com torcida nas arquibancadas. Rafinha garante que gostaria de atuar com o palco do espetáculo lotado. A falta de público, no entanto, não pode alterar o acontece dentro das quatro linhas, avisa.

- Todo jogador gosta de estádio cheio, mas como nosso papel é só jogar, estamos prontos para estádio vazio ou cheio, e focados para conseguir uma excelente partida, com cada um se doando ao máximo. Como o professor Josué diz: não tem tempo para lamentos e nem euforia. Acabou o jogo contra o America, já pensamos na próxima final.

O Goyta-Cano acontece nesta quinta-feira (27), no Ary de Oliveira e Souza, às 17h. 

Fonte: FutRio

Comentários