Real Madrid vence com três gols de Bale e avança à decisão do Mundial

Bale anotou três gols e terminou como o grande destaque da vitória do Real
Não há espaço para a zebra no Real Madrid. Se o River Plate sofreu o vexame de cair na semifinal do Mundial de Clubes, o gigante espanhol sobrou na mesma etapa da competição nos Emirados Árabes Unidos. Nesta quarta-feira (19), o atual tricampeão europeu venceu com tranquilidade o Kashima Antlers pelo placar de 3 a 1, em Abu Dhabi, e avançou à decisão. Gareth Bale, autor dos três gols, terminou como o destaque do jogo; Doi diminuiu para o campeão asiático.

Fora dois sustos sofridos antes dos cinco minutos, o Real Madrid se impôs diante dos japoneses nesta semifinal. Mesmo longe de viver um ótimo momento e pressionado por resultados ruins recentes, como a derrota para o CSKA em casa na Liga dos Campeões, o time espanhol confirmou o favoritismo para enfrentar o Al Ain na decisão do Mundial promovido pela Fifa.

O Real Madrid terá a chance de levar o tricampeonato consecutivo no sábado, dia 22, a partir das 14h30 (de Brasília), novamente em partida a ser realizada no Zayed Sports City Stadium, em Abu Dhabi. Depois de superar Kashima Antlers (2016) e Grêmio (2017), agora o time comandado por Santiago Solari encara o representante do país sede, responsável por tirar o River Plate.
Quem foi bem: Marcelo
Marcelo teve grande participação com duas assistências na partida
O lateral brasileiro exibiu toda a sua categoria diante dos japoneses. No primeiro gol, uma assistência plasticamente bonita para Bale. No terceiro, mostrou paciência e serviu o galês. Mesmo diante de críticas, Marcelo mostrou que ainda sobra no cenário do futebol mundial.

Se o lateral esquerdo do Real brilhou, o jogador da mesma posição no Kashima sofreu. O erro crasso no segundo gol do Real Madrid resume a atuação de Shuto Yamamoto. Um recuo perigoso para complicar a defesa, que não conseguiu afastar a bola e viu Bale balançar novamente as redes.

Pede música, Bale
A semifinal do Mundial de Clubes serviu para amenizar, um pouco, a desconfiança sobre o galês Gareth Bale. O camisa 11 se mostrou fundamental para classificar o Real Madrid para a final do Mundial de Clubes. Foram três gols nas suas três melhores oportunidades. Eficiência que já o coloca como principal candidato a craque da competição nos Emirados.

Xi, deu (quase) zebra
Surpreendeu a postura do Kashima nos primeiros minutos de partida. Marcação alta, pressão no homem da bola e toque de bola envolvente marcaram o início de jogo dos japoneses, que, em menos de cinco minutos, tiveram duas excelentes chances para fazer 1 a 0. Primeiro com Serginho; o ex-santista acertou bom chute e exigiu grande intervenção de Courtois. Na sequência, o escanteio passou por toda a pequena área, sem ninguém para completar para as redes.
Que tapa, Marcelo
A empolgação do Kashima diminuiu conforme o Real Madrid se encontrou na partida. Aos poucos, a categoria do tricampeão europeu fez a diferença, especialmente quando dois dos principais atletas do elenco se encontraram. Aos 44min, Marcelo deu um belo "tapa" na bola e deixou Bale na cara do gol. O galês finalizou com precisão e abriu o placar. 

Gol de churrasco
Amenizada a possibilidade de surpresa contra os japoneses, o Real Madrid precisou de menos de 10min da etapa final para decidir o confronto, contando com enorme colaboração do Kashima. Aos 8min, o lateral Yamamoto tentou recuar a bola e jogou na "fogueira". Para completar o erro, Shoji tirou a bola do goleiro Sun Tae e apenas rolou para Bale, completamente livre, ampliar.

Efeito psicológico
O erro abateu completamente o Kashima. O ânimo do início de partida terminou, e o Real Madrid construiu a classificação de maneira tranquila. A maior prova do efeito psicológico está no terceiro gol espanhol. Marcelo dominou na entrada da área, olhou, parou a bola e, sem qualquer pressão na marcação, rolou para Bale. O camisa 11 acertou forte chute cruzado e fez 3 a 0 aos 9min da etapa final.
Doi diminui 
A noite não terminou em total frustração para os japoneses. Quando o Real Madrid administrava a larga vantagem, o Kashima tratou de animar minimamente o fim do confronto. Aos 33min, Doi recebeu dentro da área, carregou e bateu firme para superar Courtois. O gol só foi confirmado após a ajuda do VAR, já que o trio de arbitragem brasileiro havia anotado impedimento.


FICHA TÉCNICA
KASHIMA ANTLERS-JAP 1 x 3 REAL MADRID-ESP
Local: Zayed Sports City Stadium, Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos)
Data: 19 de dezembro de 2018 (quarta-feira)
Horário: 14h30 (de Brasília)
Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (Brasil)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo e Bruno Boschilia (ambos do Brasil)
Árbitro de vídeo: Mauro Vigliano (Argentina)
Assistentes do árbitro de vídeo: Elenito Di Liberatore (Itália), Mohammed Abdulla Mohamed (Emirados Árabes Unidos) e Danny Makkelie (Holanda)
Cartões Amarelos: Shuto Yamamoto (Kashima); Carvajal (Real Madrid)

Gols:
KASHIMA ANTLERS: Doi, aos 33min do 2º tempo
REAL MADRID: Bale, aos 44min do 1º tempo, aos 8min do 2º tempo e aos 9min do 2º tempo

KASHIMA ANTLERS: Sun Tae; Nishi (Anzai), Jung, Shoji e Shuto Yamamoto; Nagaki (Uchida) e Leo Silva; Endo (Leandro), Serginho e Abe; Doi.
Técnico: Go Oiwa.

REAL MADRID: Courtois; Carvajal, Sergio Ramos, Varane e Marcelo; Marcos Llorente, Kroos e Modric; Bale (Asensio) (Casemiro), Benzema e Lucas Vásquez (Isco).
Técnico: Santiago Solari.

Comentários