Retrospectiva Goytacaz 2018: um ano atrapalhado pela Seletiva do Carioca

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre
Um ano atrapalhado pela Seletiva, fez o Goytacaz praticamente sumir na maior parte da temporada. Se não bastasse ter que disputar uma fase preliminar, tendo sido o campeão da Segundona em 2017, o clube estreou perdendo de muito para o Macaé, e os gols sofridos fizeram a diferença. Por um gol apenas de distância, o Alvianil perdeu a vaga na fase principal do Carioca para o próprio Macaé. 

Foi para o Grupo X, disputou mais seis rodadas, e ficou na liderança do grupo com 9 pontos, se mantendo na Seletiva de 2019. Depois disso o futebol profissional hibernou, atrapalhando a sequência do clube e deixando o torcedor com saudades.
A imagem pode conter: 7 pessoas, atividades ao ar livre
Com o meio do ano parado, formou uma equipe para disputar a Copa Rio, mas pegou um Itaboraí entrosado e em ritmo de jogo popr estar disputando o estadual, resultado: o Goyta foi eliminado nas oitavas de final, após perder um jogo e vencer o outro, foi para as cobranças de pênalti e o Itaboraí levou a melhor (5 a 3).

Ao todo foram feitos 13 jogos com 6 vitórias, 4 empates e 3 derrotas, onde foram marcados 20 gols e o clube levou 18.

Comentários