Cabofriense: 'Jogadores estão brigando por espaço', diz Luciano Quadros


Faltando apenas 15 dias para a estreia no Campeonato Carioca de 2019, no jogo diante do Botafogo – partida que poderá que ser realizada no estádio Correão, em Cabo Frio – o elenco da Cabofriense se mantém firme na preparação para a competição. Após ter chegado de um período longo de pré-temporada na cidade de Pinheral, o técnico Luciano Quadros já pensa no duelo contra os alvinegros da capital, mas afirma que ainda não decidiu o time titular para esta partida.

Até agora a pré-temporada do Tricolor Praiano tem sido considerada satisfatória pela comissão técnica e diretoria. Foram cinco jogos-treino: empate em 1 a 1 com o sub-20 do Vasco, derrota por 3 a 1 para o Macaé e três vitória, por 5 a 1 contra o São Gonçalense, 1 a 0 em cima do Resende e 3 a 0 sobre o Volta Redonda – sendo as duas últimas conquistadas enquanto o time treinava no CT João Havelange, em Pinheral.

O período na cidade do Sul Fluminense foi muito elogiado pelo técnico Luciano Quadros, principalmente pela estrutura e por ter dado a oportunidade de começar a implementar a forma de jogar que ele quer na equipe.

– O período em Pinheral foi maravilhoso. Pela estrutura, condições de trabalho, como o campo academia, alimentação, descanso, podemos implantar nossa idéia de jogo na parte tática, técnica, física, assim como intensificar o relacionamento dos atletas. Foi fundamental, a resposta dos atletas foi muito boa, com muito empenho, dedicação e comprometimento. Agora é finalizar a preparação, principalmente a parte física, para eles chegarem bem no Carioca – disse.

Com pouco tempo para estrear na competição, a ansiedade e a expectativa estão cada vez mais altas entre os jogadores, afirma Luciano, que também explica que os atletas estão precisando brigar pelo seu espaço entre os onze titulares. Com uma filosofia de trabalhar o elenco como um todo, ele afirma que ainda tem muito o que ajustar no time, e confirmou ainda não ter decidido quem serão os onze que começarão a partida de estreia contra o Botafogo, no dia 20.

– Ainda falta ajustar algumas coisas, tenho muita coisa para decidir em termos de equipe, com jogadores lutando pelo seu espaço e a gente analisando dentro desse período aqueles que, nesse momento, se colocam a frente na condição de titulares. Tudo isso vai fazer parte desses últimos dias que nós temos de treinamento antes da competição começar. A ideia que nós vendemos para eles é que o grupo todo é parte do time que nós queremos colocar para jogar. Então trabalhamos todos de forma igual, para que quem estiver em um melhor momento esteja pronto para entrar e dar os eu melhor em campo, não importa quando – declarou.

Atacante de 26 anos, Rafael Gladiador foi contratado no fim de 2018 e é uma das peças dessa engrenagem citada por Luciano. O atleta tem avaliou como muito boa a pré-temporada até então e acredita que o time chegará bem no Carioca, e afirma que a disputa sadia por posições entre os atletas só vem a contribuir para o elenco.

– O Luciano prepara os jogadores de maneira igual, para que todos estejam aptos para jogar a qualquer tempo. E eu acho que é assim que se constrói um grupo forte, que pode dar trabalho para todas as outras equipes. Só tendo 22 ou 30 jogadores titulares, sem vaidades. Sabemos que só onze que vão jogar, mas quem entrar vai está bem preparado – disse.

Possibilidade de jogar no Correão anima equipe
Desde outubro de 2018, o Estádio Municipal Correão está passando por uma série de intervenções em sua estrutura visando receber os jogos da Cabofriense no Campeonato Carioca de 2019. Dentre as intervenções, o gramado está sendo completamente trocado pela FERJ e equipes da Comsercaf, além de reparos gerais na estrutura que serão feitos por uma empresa que venceu uma licitação da Prefeitura de Cabo Frio.

Com as obras a todo vapor, uma primeira vistoria jáfoi feita por uma equipe de engenharia da FERJ e pelo Grupamento de Especial de Policiamento em Estádios (GEPE), e uma vistoria derradeira está programada para a segunda semana deste mês. Com o aval desses órgãos, a equipe poderá receber grandes jogos no estádio, inclusive na estreia na competição, contra o Botafogo,

– Estamos empenhando todos os esforços para deixar o Correão apto a receber os jogos do Carioca 2019. As obras estão a todo vapor, com praticamente duas equipes , com obras internas nos vestiário, parte de arrecadação, rouparia e também no gramado, trabalhando direto. Sabemos o quanto é importante para a Cabofriense e para a cidade ter esses jogos aqui. No que depender de nós, teremos sim jogos no Correão – disse a gerente-executiva de futebol, Flávia Seifert.

A chance de poder atuar em seus próprios domínios é comemorada pela comissão técnica que já vislumbra uma parceria entre time e torcida. Segundo o técnico Luciano Quadros, voltar a jogar em casa de fato será algo “maravilhoso”, principalmente contra os grande do Estado. 

– Eu não tenho outra forma de descrever isso senão dizendo que será maravilhoso. Será a cereja do bolo poder jogar no estádio, caso aconteça. Para nós, como time, como clube, vai ser muito bom poder estrear em casa, contra uma equipe grande, com o apoio da nossa torcida, que é de Cabo Frio. Sendo um time jovem como somos, diferente dos últimos anos, será importantíssimo sentir esse ambiente do estádio – declarou. 

Comentários