Morador de Macaé, atleta Joseilton Silva avalia 2018 como ano positivo

Mesmo sem patrocínio, contando apenas com o apoio e ajuda de amigos e parceiros, Joseilton Silva mostrou que, quando se tem determinação, nada é impossível. Após um ano de grandes conquistas, o atleta tem grandes expectativas para 2019, onde espera alçar voos ainda mais altos.

Para o atleta, que mora em Macaé, mas é natural do interior do Sergipe, o ano de 2018 encerra com um saldo bastante positivo. Uma das provas que podemos destacar é, sem dúvidas, o XTERRA Trail Run World Championship, etapa final da competição que aconteceu no dia 2 de dezembro no Havaí (EUA). Determinado, mesmo sabendo do desafio de enfrentar os melhores do mundo, ele deu o seu melhor e garantiu dessa vez o sétimo lugar no Geral e o primeiro em sua categoria 40/44 anos.

Ao longo desse ano foram 29 participações em provas nacionais e internacionais, onde conquistou 25 pódios. “Foi um ano muito especial, onde tive a oportunidade de conhecer vários lugares novos no Brasil e ainda consegui disputar, pela segunda vez, o mundial no Havaí”, comemora.

Com sua simplicidade, fator que talvez seja uma das suas características marcantes, que cativa a todos por onde passa, Joseilton faz sempre questão de lembrar de cada um que torce por ele. “Quero agradecer a todos que fizeram de tudo por mim. A ajuda e o apoio de cada um me ajuda a continuar com esse sonho. São tantas pessoas que seria injusto esquecer alguém aqui,mas gostaria de ressaltar alguns nomes, em especial, que são a Ana Carolina Almeida, Anna Caroline D`Ávila, Ana Paula G D e a Academia Essencial Fit”, ressalta.

Encerrando o ano, Joseilton participa neste domingo (30), da sua última prova. “Esse ano decidi não participar da São Silvestre. Vou descansar e realizar uma bateria de exames para que em 2019 eu possa voltar com tudo. A partir do dia 15 de janeiro já retomo os treinos para a nova temporada”, projeta.

Apesar de se destacar nas principais provas no Brasil e no exterior, Joseilton vive a realidade da maioria dos atletas no país: a falta de patrocínio. Ganhando apenas um salário mínimo por mês, o ultramaratonista, divide a paixão pelo esporte com os trabalhos de pedreiro e vigia.

Os interessados em conhecer mais sobre a sua trajetória, ajudar/patrocinar podem entrar em contato com Joseilton através do telefone: (22) 99784-6087, por e-mail: joseilton.silva.santos@outlook.com ou no Facebook: Joseilton da Silva Silva Santos.

Comentários