Vasco passa sufoco com Juazeirense e avança na Copa BR com empate no fim

Vasco passou sufoco, mas avançou ao empatar com a Juazeirense em 2 a 2
Quem achou que o Vasco teria vida fácil contra a Juazeirense, se enganou. Diante de um gramado ruim no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro (BA), o Cruzmaltino penou e garantiu a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil após um suado empate em 2 a 2 - obtido nos minutos finais - através de um pênalti. Os gols foram marcados por Yan Sasse e Maxi Lopez, para os vascaínos, e por Gustavo Balotelli e Nino Guerreiro, para os baianos.

Na próxima etapa da competição, o Vasco aguardará o vencedor do duelo entre Remo e Serra (ES).

Neste domingo, às 17h, no Maracanã, o Cruzmaltino vira a chave e enfrenta o Resende pelas semifinais da Taça Guanabara. Quem passar encara o vitorioso do clássico entre Flamengo e Fluminense.

Apagão interrompe o jogo por 26 minutos
Um apagão nos refletores do estádio Adauto Moraes paralisou o jogo aos 16 minutos do segundo tempo. No total, a partida ficou interrompida por 26 minutos. Durante este período, os jogadores das duas equipes retomaram as atividades de aquecimento.

Fernando Miguel salva!
Logo aos quatro minutos do primeiro tempo, Hugo entrou sozinho após troca de passes e finalizou, mas o goleiro Fernando Miguel fez grande defesa e salvou o Vasco.

Yan Sasse abre o placar para o Vasco!
O Vasco respondeu à altura. Aos 12, Raúl Cáceres foi à linha de fundo e cruzou para trás. Marrony dominou, rolou para Maxi Lopez e o chute do argentino foi travado. A bola, porém, voltou para ele, que ajeitou para Yan Sasse, com categoria, abrir o placar para o Cruzmaltino.

Quase o segundo de Sasse!
Aos 39, Bruno César rolou para Yan Sasse que, de canhota, experimentou da intermediária. A bola foi com veneno, mas o goleiro Douglas estava atento e fez boa defesa.

Gol de Balotelli para a Juazeirense!
O empate da Juazeirense aconteceu aos cinco minutos do segundo tempo em jogada individual de Gustavo Balotelli, que ganhou no corpo do lateral direito Raúl Cáceres, cortou para dentro e bateu no cantinho do goleiro Fernando Miguel.

Castan faz pênalti e Juazeirense vira
Aos 58, Gustavo Balotelli foi lançado e teve sua camisa puxada pelo zagueiro Leandro Castan. O árbitro assinalou pênalti e, na cobrança, Nino Guerreiro bateu com categoria para virar para a Juazeirense.

Gustavo Balotelli ? O melhor
Fazendo sua estreia pela Juazeirense, o atacante Gustavo Balotelli - tratado como o grande reforço da temporada - infernizou o Vasco, tendo feito o primeiro gol e sofrido o pênalti para o segundo.

Bruno César ? O pior
O meia fez sua primeira partida como titular do Vasco, mas teve uma atuação discreta, demonstrando ainda estar fora de ritmo de jogo.

Já ouviu o hino do Vasco oriundo de uma sanfona?
O que seria do Nordeste sem uma sanfona? O Twitter do Vasco registrou o momento em que um músico tocava o hino do clube com o instrumento. Que coisa linda!

Não tem como não se emocionar com esse hino na sanfona!

COISA LINDA!
Antes de seguir para Juazeiro (BA), o Vasco desembarcou em Petrolina (PE) e teve uma recepção impressionante dos torcedores no aeroporto. Centenas de vascaínos demonstraram todo o carinho ao elenco e seguiram a delegação pelas ruas da cidade pernambucana em carreta. Juazeiro e Petrolina ficam separados por uma ponte de 800 metros sobre o Rio São Francisco. Confira o vídeo acima que é de arrepiar!

JUAZEIRENSE 2 X 2 VASCO
Local: Adauto Moraes, em Juazeiro (BA)
Hora: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Jefferson Cleiton Piva da Silva (PR)
Cartões amarelos: Emílio (JUA); Bruno César (VAS)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Yan Sasse, aos 12 minutos do primeiro tempo (VAS); Gustavo Balotelli, aos 5 minutos do segundo tempo (JUA); Nino Guerreiro, aos 59 minutos do segundo tempo (JUA); Maxi Lopez (VAS)

Juazeirense
Douglas Pires; Everton, Emerson, Emílio e Wallace; Waguinho, Patrik, Rogerinho e Hugo Freitas; Gustavo Balotelli e Nino Guerreiro
Técnico: Aroldo Moreira

Vasco
Fernando Miguel, Cáceres, Werley, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Andrey e Lucas Mineiro; Yan Sasse, Thiago Galhardo e Marrony; Maxi López 
Técnico: Alberto Valentim

Comentários