Abner avalia reestreia após um ano e não se vê preparado para jogar 90 minutos

image
Foi um período de muitas dificuldades. No dia 20 de dezembro de 2017, a Cabofriense estreava na Seletiva vencendo o Resende por 3 a 0 e Abner brilhava com seu primeiro hat-trick na carreira. Porém, uma semana depois, O atacante sofria uma grave lesão no joelho esquerdo, o que faria ele viver o maior drama de sua carreira.

O período de recuperação durou mais de um ano. Abner só foi entrar em campo no último domingo (10), contra o Fluminense no Maracanã. Bastaram dez minutos em campo para o atacante balançar as redes, no seu primeiro jogo no Estádio. Emocionado com o retorno aos gramados, Abner afirmou que deu tudo de si no jogo e revelou que ainda não tem condições de jogar os 90 minutos.

- Foi um período muito difícil que passei, fiquei mais de um ano sem jogar. Estou retornando aos poucos agora. Ainda não consigo jogar os dois tempos. Nunca tinha jogado no Maracanã, foi a primeira vez. Fico muito feliz por ter conseguido fazer um gol num dos maiores palcos do futebol mundial - disse o atacante, que prosseguiu.

- Quando eu entrei, faltavam poucos minutos, mas dei tudo de mim. Já estava guardado há um ano. Minha felicidade é imensa. Infelizmente não consegui jogar antes, mas agora quero ajudar sempre.  

Valdir tinha a intenção de usar Abner no time titular
Quem comemorou muito a atuação de Abner foi Valdir. O técnico da Cabofriense revelou que quando chegou ao clube, chegou a escalar o atacante na equipe titular, mas após a disputa de dois jogos-treino, percebeu que ele não estava pronto para atuar os 90 minutos.

- O Abner tem uma qualidade muito grande, já disse isso pra ele. Quando cheguei o coloquei no time titular, pois já tinha informações de que é um grande jogador. Mas sabia que ele tinha passado um longo período se recuperando de uma grave lesão. Tinha esperança de que ele pudesse render mais, só que ele não conseguiu. Tivemos dois jogos-treino e ele não conseguiu atuar os dois tempos - explicou o comandante do Tricolor Praiano.

Valdir ainda disse que sua intenção era colocar Abner em partidas anteriores, mas isso não foi possível e garantiu, mesmo gostando do futebol do atacante, que não vai forçar escalá-lo durante 90 minutos de uma partida, pois ele ainda não está pronto fisicamente.

- Eu queria colocar ele antes, mas tive que fazer alterações nos jogos anteriores que não queria fazer, mas alguns jogadores sentiram a parte física. Ele foi bem, se movimentou bem. Talvez na próxima partida possamos colocar ele mais tempo em campo. Não adianta, pelo belo gol que ele fez, coloca-lo para jogar a partida inteira, ele não vai aguentar. Isso pode até prejudica-lo para o restante do ano. Estamos trabalhando junto com nossa preparação física, médico e fisioterapeuta, para não força nada com ele - declarou.

Na próxima rodada, a Cabofriense enfrenta outro time grande, o Vasco. A partida acontece no Estádio Kléber Andrade, em Cariacica, Espírito Santo, às 16h de domingo (17).

Fonte: FutRio

Comentários