Agora é para valer: Flamengo estreia na Libertadores contra o San José

Delegação do Flamengo - Bolívia, Oruro - San José
Tudo o que o Flamengo fez nos últimos 60 dias, a partir da reapresentação do elenco no dia 3 de janeiro, foi visando o confronto desta terça-feira, às 19h15 (de Brasília), contra o San José, da Bolívia. Com a expectativa de disputar, de fato,  o título da Copa, a equipe comandada por Abel Braga estreia pelo Grupo D da Libertadores na altitude de Oruro - o Estádio Jesús Bermúdez está a 3.702 metros acima do nível do mar - com todos reforços para 2019 entre os titulares.

Completando a chave, LDU e Peñarol estreiam na quinta, dia 7, em Quito, no Equador, às 21h.

O investimento milionário - o clube desembolsou mais de R$ 100 milhões pelas contratações de Rodrigo Caio, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol - e os insucessos nas participações recentes fizeram com que a Libertadores fosse eleita como o principal objetivo do Rubro-Negro na temporada. A Copa é o "sonho de consumo" da torcida, diretoria, jogadores e do técnico Abel Braga.

Depois da reapresentação do elenco no Ninho do Urubu, no dia 3 de janeiro, Abel Braga deu sequência à preparação do time em Orlando, nos Estados Unidos. Foram dez dias no país, a maioria com treinos em período integral.

Além dos treinos, o Flamengo disputou, e venceu, a Florida Cup. Contra o Ajax, da Holanda, empate em 2 a 2, com dois gols de Uribe, e vitória nos pênaltis. O Rubro-Negro ainda venceu o alemão Eintracht Frankfurt para vencer o torneio. Abelão utilizou 23 dos 29 atletas que fizeram parte da delegação rubro-negra.

Até a estreia da Libertadores, o Flamengo ainda disputou oito jogos do Carioca: seis vitórias, um empate em uma derrota. Os adversários não servem de parâmetro para os desafios que virão - com exceção do Fluminense, que venceu o clássico na semifinal da Taça Guanabara -, mas Abel usou o Estadual para definir e dar entrosamento ao time que entrará em campo nesta terça.

Agora é hora do elenco comprovar seu valor. Os mais de R$ 100 milhões investidos em reforços para a temporada estão entre os titulares: Rodrigo Caio forma a zaga ao lado de Léo Duarte, enquanto Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol comandam o setor ofensivo ao lado do capitão e camisa 10 Diego.

Comentários