Atletas do Paraesporte viajam nesta sexta-feira para os Jogos Mundiais

Em dois dias, 12 atletas do Paraesporte — maior projeto público esportivo do país voltado para pessoas com deficiência — seguem em busca de um novo desafio: os Jogos Mundiais das Olimpíadas Especiais, que acontecerão de 14 a 21 de março em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

Os campistas vão integrar a delegação brasileira que embarcará na próxima sexta-feira. A equipe é formada por atletas do Paraesporte e seus parceiros nas modalidades de vôlei de praia e futebol. Na comitiva estarão Everton Ribeiro, do futebol, e Ihasmin Rodrigues, do vôlei. “Para mim é um sonho que vamos transformar em realidade. Nunca pensei em viajar para tão longe”, comentou a jovem.
A última semana foi intensa para os atletas. Além do aumento no ritmo de treinos, eles foram recebidos pelo prefeito Rafael Diniz e homenageados na Câmara Municipal.

— Eles são verdadeiros campeões e vão representar Campos, o estado do Rio e o Brasil nos Emirados Árabes. Tenho muito orgulho do projeto Paraesporte que vem transformando a vida das pessoas e nos ensinado a cada dia. Desejo boa sorte e já vou reservar um espaço aqui no gabinete para colocar as medalhas que vão trazer — disse o prefeito Rafael Diniz, na última semana, ocasião que recebeu a comitiva.
Os Jogos Mundiais da Olimpíadas Especiais serão o maior evento esportivo e humanitário do mundo, recebendo 7 mil atletas de mais de 170 países para participar de 24 esportes de estilo olímpico sancionados oficialmente e será apoiado por mais de 20 mil voluntários que participarão do maior programa de trabalho voluntário já realizado nos EUA. Os voluntários, que incluirão pessoas com e sem deficiência intelectual, farão parte dos Jogos Mundiais mais unificados da história da Special Olympics desde a sua criação, há 50 anos.

O Paraesporte foi criado e implantado em abril de 2017, pela Prefeitura de Campos, e inicialmente atendia cerca de 100 pessoas. Atualmente, são cerca de 900 pessoas que participam de atividades, como: iniciação desportiva, atletismo, bocha, dança, ginástica rítmica, vôlei de praia, natação, entre outras modalidades. E a expectativa é de ampliar este ano, implantando mais duas modalidades: tênis de mesa e capoeira.

Segundo o presidente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Raphael Thuin, destacou seu orgulho com o projeto. “É muito orgulho para nós da Prefeitura de Campos poder oferecer esse projeto do Paraesporte para as pessoas com deficiência. Em pouco menos de dois anos, eles conseguiram se classificar em competições de âmbito regional, estadual e nacional, o que mostra que eles só precisavam de um incentivo e que estão conquistando o mundo e nos ensinando muito mais. Com um dos Embaixadores das Olimpíadas Especiais Brasil, que trabalho há mais de 15 anos com pessoas com deficiência, só tenho a agradecer tudo que eles têm nos proporcionado e também agradeço ao prefeito Rafael Diniz que acreditou no nosso trabalho e vem dando todo apoio ao Paraesporte”, ressaltou. 

Comentários