Boavista vence, evita Seletiva e complica Americano na luta contra Z-2

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Fim da seca! Depois de sete jogos sem vencer, o Boavista voltou a comemorar no Campeonato Carioca. Na noite deste domingo (17), bateu o Americano por 1 a 0, no Estádio Elcyr Resende, em Saquarema, em confronto válido pela quarta rodada da Taça Rio. Arthur Rezende, de falta, marcou o gol que livrou o Verdão do risco de queda para Seletiva. Com 11 pontos no geral, a equipe da Região dos Lagos está em sétimo no geral, enquanto os campistas estão na vice-lanterna, dentro do Z-2, com somente cinco pontos.

No prosseguimento do Estadual, o Americano visita o Bangu, em Moça Bonita, às 16h30 de quarta-feira (20). O Boavista, que já antecipou o duelo da quinta rodada da Taça Rio contra o Fluminense, só retorna a campo no domingo (16), quando encara o Volta Redonda, no Raulino de Oliveira, no fechamento do segundo turno.

Expulsão e gol de falta encaminham vitória do Verdão
Jogando em casa, o Boavista se impôs desde o início, apesar de não criar tantas chances claras de gol. Wellington Silva foi o primeiro a chegar com mais perigo. O Americano respondeu em falta cobrada por Flamel e testada, contra, por Gustavo, quase marcando a favor dos visitantes.
O Verdão esquentou as turbinas de vez aos 27, quando Dija Baiano e Gustavo finalizaram em sequência - este segundo dentro da pequena área, perdendo oportunidade incrível. Pressionado, o Cano viu a situação piorar aos 32, quando Espinho foi expulso diretamente após empurrar Dija Baiano em confusão. Aos 40, Arthur Rezende acertou bela cobrança de falta e fez 1 a 0 para o Boavista.

Verdão administra vantagem e confirma triunfo
Tentanto reagir mesmo com um jogador a menos, o Americano voltou do intervalo com Léo Rosa e Nathan nas vagas de Sanderson e Flamel. Recuado, o Boavista viu o time campista assumir certo controle, mas sem maiores ameaças. Para empurrar o time de Saquarema à frente, Eduardo Àllax colocou em campo o vererano meia Carlos Alberto.

Sem poder de fogo, o Americano até tentou, mas pouco ameação o goleiro Rafael. O Boavista, por sua vez, não conseguiu se aproximar tanto do segundo gol, mesmo com as entradas de Leandrão e Mosquito. Não fez falta. O Verdão garantiu o triunfo, enquanto o Americano se cada vez mais desesperado na luta contra o rebaixamento à Seletiva.

Boavista x Americano - Campeonato Carioca, Taça Rio, 4ª rodada - 17/03/2019 às 20h

Estádio Elcyr Resende de Mendonça (Saquarema - RJ)
Árbitro: Rafael Martins de Sá
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro e Diego Luiz Couto Barcelos

Boavista: Rafael; Wellington Silva, Gustavo, Elivelton e Márcio Costa; Douglas Pedroso, Vitor Faíska (Carlos Alberto, 9'/2ºT), Arthur Rezende e Renan Donizete (Mosquito, 26'/2ºT); Luis Soares e Dija Baiano (Leandrão, 32'/2ºT). Técnico: Eduardo Àllax.

Americano: Luis Henrique; Sanderson (Léo Rosa - intervalo), Admilton, Gabriel, Espinho e Rafinha; Vandinho, Matheus Gama e Flamel (Nathan - intervalo); Daniel Marins e Romário (Leozinho, 21'/2ºT). Técnico: Josué Teixeira.

Gols: Arthur Rezende, 40'/1ºT (1-0)

Cartões amarelos: Dija Baiano e Luis Soares (BOA); Léo Rosa, Admilton e Gabriel (ANO)

Cartão vermelho: Espinho, 32'/1ºT (ANO)

Comentários