Boavista x Americano: fuga da Seletiva 2020, marca o confronto em Bacaxá


Boavista e Americano medem forças às 20h de domingo (17), no Estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema. O Campeonato Carioca entra em uma fase decisiva e cada partida e ponto passa a ser determinante para o fechamento do certame. Pensando nisso o Americano está investindo para minimizar o desgaste da equipe que viaja em todas as partidas do certame, agora que não tem mais um palco próximo da cidade de Campos. O time está antecipando as viagens antes dos confrontos para ter uma equipe melhor condicionada nas partidas.

O elenco, obviamente, aprova a situação. O goleiro Luis Henrique, um dos líderes do grupo, foi porta-voz dos atletas neste quesito. A equipe, contra o Resende, sentiu um pouco a reta final e por isso, na avaliação dele, qualquer tentativa para evitar um cansaço maior tem que ser valorizada.

- É verdade. No final do último jogo a gente já estava extenuado pelo jogo e a pressão que é. Acho que todo investimento neste momento é válido para que possa salvar o time dessa eminente Seletiva no próximo ano - disse, ainda mantendo a confiança que o time vai escapar da fase preliminar no próximo ano.

- Tenho certeza que vamos conseguir, o grupo é muito bom. Mas são coisas que são do futebol. Eu que sou mais experiente sei que quando a fase é assim, a gente tem que se fechar mais, treinar mais, ficar mais queitinho. Mas eu gostei da equipe contra o Resende. Se a gente mantiver esse espírito de luta, as chances da gente ganhar esse jogo com o Boavista aumenta muito.

BOAVISTA
Os sete jogos sem vencer no Campeonato Carioca levaram o Boavista de postulante à semifinal geral ao cenário de momento, que é o de evitar a queda para a Seletiva de 2020. Diante do Americano, adversário da vez, uma vitória basta para acabar definitivamente com o risco de descenso. Douglas Pedroso pede foco total no que chamou de "jogo-chave".

- Nós sabemos que é um jogo-chave. O Americano também tem as atitudes dele e está lutando contra a gente na parte de baixo da tabela. Esperamos poder fazer o nosso melhor no domingo para acabar de vez com qualquer chance de rebaixamento - projetou o volante, que na última rodada atuou como zagueiro.

- Os jogadores já tinham conversado antes mesmo do jogo contra o Fluminense que a gente não pode abaixar a cabeça. São alguns jogos sem vencer e agora vamos para a próxima partida com essa ideia de levantar a cabeça e estar preparados para o que der e vier - concluiu.

Comentários