Camisa 9: atacantes não correspondem no Vasco em 2019

Botafogo x Vasco Maxi Lopez
O ano começou muito bem para o Vasco. A boa campanha na Copa São Paulo de Futebol Júnior e a invencibilidade no futebol profissional mostram que 2019 do cruzmaltino pode ser melhor do que se imaginava no começo da temporada. Porém, nem tudo são flores. Uma posição que parecia resolvida começa a ser um problema para o técnico Alberto Valentim: a camisa 9. As opções mais utilizadas pelo técnico Alberto Valentim, Maxi López e Ribamar, só marcaram um gol e isso resultou na estreia do jovem Tiago Reis, contra o Boavista.

O argentino chegou na temporada anterior e logo ganhou o coração dos vascaínos, porém não tem conseguido manter o nível das atuações que ajudaram a manter o Vasco na Série A. Em todas as partidas já são oito gols e sete assistências, porém na temporada um gol e uma assistência. Mesmo com dificuldade de ser o mesmo Maxi de 2018, a diretoria ainda tenta renovar o contrato do atacante que não chegou em um acordo com os termos de contrato.

Já Ribamar chegou em 2019 após ser um pedido de Alberto Valentim que já tinha trabalhado com o treinador no Egito. Porém o atacante ainda não convenceu. Já são dezesseis finalizações e dez não foram nem na direção do gol. Porém o atacante só foi titular em cinco jogos na temporada.

Tiago Reis ainda é uma aposta que acabou de subir para o time profissional. Mas se o ataque não vai tão bem, o time tenta recompensar a falta de pontaria: oito jogadores de outras posições já marcaram no ano.

Comentários