Josué Teixeira admite que será difícil evitar Seletiva: "Não adianta criar ilusões"

Complicou muito. Só um milagre tira o Americano da Seletiva de 2020. Na tarde de quarta-feira (20), em Moça Bonita, o Alvinegro perdeu por 2 a 0 para o Bangu. Agora será preciso derrotar o Botafogo na última rodada e torcer por um tropeço do Madureira para escapar do Z-2. Sem esconder a verdade, Josué Teixeira afirmou que o cenário é dos mais complicados nesta reta final de Campeonato Carioca.

- No futebol tudo pode acontecer, mas será um jogo difícil contra o Botafogo, não adianta ficar criando ilusões. Não tem rebaixamento, segunda divisão. Pergunta para o Macaé e o Nova Iguaçu se eles estão satisfeitos na Seletiva ou se preferiam ir para a Série B1? É lógico que não queríamos voltar para a Seletiva, mas acho que pelo que traçamos, pela imagem que tínhamos e pelo que nós montamos, estamos ficando mais fortes - disse o comandante, que projetou o Glorioso mais forte caso esteja na fase preliminar do ano que vem.

- Se tivermos que jogar a Seletiva, estaremos mais fortes que esse ano. Teremos mais receitas, estaremos mais organizados, revelando mais jovens jogadores, sempre com os pés no chão para conseguirmos uma boa campanha.

Para Josué Teixeira, o Americano fez uma boa partida diante do Bangu, mas pecou nas finalizações. O pedido é por tranquilidade na última rodada, diante do Botafogo.

- Fizemos um bom jogo. Tivemos algumas chances de marcar e não fizemos. Não é uma involução. Os jogadores lutaram muito. O segundo gol já saiu no fim, num contra-ataque. E foi após uma bola que roubamos, foi um contra-ataque de um contra-ataque. Agora é ter tranquilidade, não dependemos só da gente, nossa rodada era essa. Precisamos vencer o Botafogo e o Madureira não pode vencer. Vamos ver o que acontece - finalizou.

Americano e Botafogo se enfrentam às 16h de domingo (24), no Estádio Elcyr Resende, em Saquarema. 

Comentários