Quase 20 anos depois, dois nomes importantes do Americano, frente a frente


Em 2002, o Americano conquistou um dos títulos mais expressivos de sua história: a Taça Guanabara. Quase 20 anos depois, dois nomes importantes para a história do Glorioso estão frente a frente novamente. O ex-goleiro Braz e o lateral-esquerdo Wederson (Nunu) estão novamente juntos, mas agora, na comissão técnica do clube.

Desde 2017 como preparador de goleiros do Alvinegro, Braz demonstrou gratidão ao falar sobre o reencontro com o ex-parceiro das quatro linhas.

“Reencontrar Nunu é muito gratificante pra mim. Além de ter sido um grande jogador, se tornou um amigo. Tivemos muitos momentos bons quando jogamos juntos. Fico muito feliz de vê-lo de volta. Pela experiência como jogador, tenho certeza que terá muito a contribuir aos seus atletas como treinador”, destacou ao site oficial.

Nunu, recém-anunciado como técnico do Sub-20, também expôs entusiasmo ao relembrar histórias com o amigo e atual companheiro de trabalho nas atividades no Centro de Treinamento Eduardo Viana.

“Eu era muito garoto quando disputei o campeonato. Tinha acabado de subir das divisões de base. Tudo ainda era muito novo, mas aos poucos pude perceber que estava no grupo certo. Fiquei muito contente, pois além de jogarmos juntos, agora estamos exercendo uma nova função no Americano. Foi um amigo que carreguei pra vida. Minha família gosta muito dele”, contou.

À espera da estreia no Campeonato Estadual Sub-20, contra a Portuguesa, na Ilha do Governador, no próximo dia 16, os amigos e atuais companheiros à beira do campo continuam a concentrar a torcida pelo Glorioso na reta final da Taça Rio e a inspirar a cada treino, novos jogadores a escreverem uma nova trajetória vitoriosa pelo clube.

Comentários