Rafinha ignora viagens e foca nas vitórias em momento ruim do Americano

Na Seletiva, o Americano mandou seus jogos no Estádio Antônio Ferreira de Medeiros, em Cardoso Moreira, cidade vizinha a Campos. Porém, o Ferreirão não foi liberado pela FERJ para duelos da fase principal e o pensamento era atuar no Cláudio Moacyr de Azevedo, em Macaé, que também fica no Norte Fluminense. Mas para azar do Alvinegro, o Moacyrzão foi interditado pela defesa civil da cidade.

Com isso, o Glorioso passou mandar seus compromissos no Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema, mas agora a "casa" na reta final do Campeonato Carioca será ainda mais longe de Campos. Trata-se do Estádio de Moça Bonita, em Bangu, na capital do estado. Com a equipe mal na classificação, Rafinha afirmou que é preciso buscar as vitórias, independente do local.

- Só vamos sair dessa situação trabalhando forte, não tem outro jeito para sairmos dessa má fase. Temos que saber lidar com nossa situação e absorver da melhor maneira possível. Só a vitória nos interessa independente de onde vamos jogar - afirmou o lateral-esquerdo.

Pela segunda vez no Campeonato Carioca, o Americano vai encarar o Resende - as equipes haviam se encontrado na Seletiva. Com os times se conhecendo, Rafinha acredita num jogo bastante disputado.

- O Resende é um time bastante qualificado e tem demostrado isso durante o campeonato. Conhecemos a equipe deles como eles conhecem a nossa. Acredito em um jogo bastante disputado e, como eu disse, só a vitória nos interessa - finalizou.

Americano x Resende acontece neste domingo (10), às 16h30, em Moça Bonita. 

Comentários