Campistas disputarão a 10ª Patagonia Run

Um grupo de 19 atletas amadores da equipe PrimeFit, de Campos, disputará, da noite desta sexta-feira (12) até domingo (14), a 10ª edição da Patagonia Run, no frio argentino. São médicos, advogados, professores, empresários, comerciantes e pessoas de outras profissões que unem a prática esportiva em grandes montanhas ao prazer de conhecerem juntas novos lugares. Uma delas é a procuradora geral do município, Tininha Moll, inscrita na prova de 70 quilômetros.

— A preparação para uma prova dessa é muito desgastante. A gente não corre todos os dias, porque tem que fazer um trabalho de fortalecimento, por ter muita lesão. Então, a gente faz três dias de fortalecimento, um dia de pilates, um dia de natação e eu faço, geralmente, de três a, quando chega mais perto da prova, até quatro dias de corrida — explicou Tininha, que acorda diariamente às 5h30 para ter tempo de treinar antes de entrar no trabalho, às 10h.

O professor de educação física Fernando Fantinatti, treinador de Tininha, é quem vai encarar o maior desafio entre os campistas. Ele, que participa de corridas desde 2008, disputará a maior versão da prova, com 110 quilômetros de distância, um recorde pessoal.

— Nas ultramaratonas, você tem que estar credenciado. É a prova mais importante na América do Sul, pertence ao Circuito Mundial, os melhores estão por lá. Grandes atletas que a gente acompanha vão estar participando desta prova. Para a gente, na modalidade que a gente escolheu para estar praticando, é muito honroso, muito fantasioso estar largando ao lado desses caras que a gente fica admirando — afirmou Fernando. — A gente já teve oportunidade de estar lá na Argentina cinco vezes. Fomos em 2015, estamos retornando em 2019, e o nosso número de atletas quadruplicou. Então, a gente vê que a nossa semente está funcionando — completou.

A Patagonia Run também terá provas de 10km, 21km, 42km e 160km.

Comentários