Marquinho dá choque de realidade no time: "Tem que pôr os pezinhos no chão"

O meia Marquinho deu um choque de realidade no time do Sampaio Corrêa após o novo revés sofrido na temporada, já projetando uma evolução para a sequência da Série B1 do Campeonato Carioca. A equipe, que começou, em outra oportunidade, a disputa da Segundona do Campeonato Carioca com o status de favorita, somou apenas um ponto em nove disputados. O título de favorito foi rechaçado pelo atleta, que pediu humildade para a equipe nos próximos compromissos.

O Galinho da Serra, até o momento, enfrentou Goytacaz e Artsul em casa (empatou e perdeu, respectivamente). Longe dos seus domínios, o resultado negativo contra o America. Marquinho quer que o time acorde para o certame, apesar da competição ter somente três rodadas.

- Momento difícil. Momento difícil. Já é a terceira rodada e um ponto. Perdemos na última rodada no mando nosso, perdemos de novo e com uma bola que a gente não costuma perder. Tomamos o primeiro gol, infelizmente, no segundo gol e ele viu a mão. Foi, né. Todo mundo viu. O campeonato é longo, mas a gente tem que botar os pezinhos no chão. Botar os pezinhos no chão, trabalhar firme essa semana para poder encarar o Nova Cidade no final de semana - disse, para depois negar o título de favorito.

- Não, não. Não existe favoritismo na Série B1. Vemos o America muito bem... o Audax na nossa chave também. Não tem favoritismo não - afirmou.

A realidade é que a distância para o G-2 não é tão grande, são cinco pontos em relação ao próprio America, ou seja, duas rodadas, com mais 18 pontos em disputa. As chances de crescimento, matematicamente, existem e de maneira tranquila. O desempenho nas três partidas é o que gera o pedido especial do jogador. Marquinho preferiu não falar sobre uma classificação neste primeiro turno e reforçou o pedido de humildade.

- Não sei, cara (se ainda dá para se classificar). Ficou mais complicado, mas é aquilo que te falei. É início de Campeonato. É a terceira rodada ainda. É botar os pezinhos no chão e trabalhar firme, para ver o que vai dar - concluiu.

O confronto do Sampaio Corrêa, agora, é contra o Nova Cidade, fora de casa, no Joaquim Flores, às 15h, deste sábado, dia 15 de junho.

Comentários