Suécia vence a Alemanha e garante vaga nas semis da Copa do Mundo Feminina

Semifinais definidas na Copa do Mundo Feminina. Neste sábado, a Suécia bateu a Alemanha de virada por 2 a 1 e garantiu a última vaga para a semi da competição. Com gols de Jakobsson e Blackstenius, as suecas venceram em um jogo de muito equilíbrio na cidade de Rennes. O gol alemão foi marcado por Lina Magul.

Com isso, as alemãs se despedem da competição, enquanto as suecas encaram a Holanda por uma vaga na final, na quarta-feira às 16h (de Brasília). As holandesas passaram pela Itália na manhã deste sábado. Enquanto isso, do outro lado da chave, os Estados Unidos encaram a Inglaterra, às 16h (de Brasília) de terça-feira, também visando a grande decisão.

O equilíbrio foi o grande destaque do jogo. A Alemanha até saiu na frente no começo da partida, mas a Suécia chegou ao empate rapidamente. No segundo tempo, as suecas voltaram com tudo e viraram com apenas dois minutos. As alemãs tentaram forçar a prorrogação nas bolas aéreas, mas não conseguiram. O calor ainda forçou uma parada técnica em cada um dos tempos.

O jogo – Quem teve a primeira grande chance na etapa inicial foi a Suécia, logo aos 11. Jakobson recebeu um bom passe em profundidade na grande área e finalizou cruzado. A goleira alemã, Schult estava bem posicionada e defendeu com o pé esquerdo.

Não demorou muito e a Alemanha respondeu com um belo gol. Aos 15 minutos, Dabritz carregou a bola na entrada da área e deu lindo passe para Lina Magul, que entrava pelo meio. Com categoria, a camisa 20 dominou e finalizou de voleio para colocar as alemãs na frente.

A vantagem da Alemanha, entretanto, não durou muito. Aos 21, a Suécia chegou bem e conseguiu furar a zaga adversária, que ainda não havia sido vazada nesta Copa do Mundo. Sofia Jakobsson recebeu um longo lançamento, invadiu a área e finalizou na saída da goleira adversária colocando o placar em igualdade.

A partir de então, o calor de 32 graus na cidade de Rennes atrapalhou o desempenho das duas equipes, que baixaram o ritmo e não criaram mais boas oportunidades.

Na volta do intervalo, a Suécia voltou com tudo e precisou de apenas dois minutos para emplacar a virada. Na primeira oportunidade da etapa final, Rolfo recebeu cruzamento e cabeceou com precisão, mas a goleira Schult fez excelente defesa. No rebote, Blackstenius estava atenta e empurrou para o fundo das redes.

Em desvantagem no placar, as alemãs partiram para cima em busca de ao menos levar o jogo para a prorrogação, mas não conseguiam definir as jogadas. Com a equipe praticamente toda no ataque, sobrava espaço nas costas de defesa.

E foi explorando isso que a Suécia quase ampliou o placar. Aos 25, Blackstenius arrancou em contra-ataque, invadiu a área, mas escorregou no momento da finalização, facilitando o trabalho das defensoras alemãs.

Comentários