Alunos, familiares e professores do Paraesporte em tarde Arraiá

As alunos do Paraesporte, o maior projeto público esportivo para pessoas com deficiência do país, teve uma tarde muito animada nesta sexta-feira (26) na Fundação Municipal de Esportes, em ritmo de Festa Julina. As atividades esportivas foram substituídas por dança ao som de músicas típicas e do funk a preferida de boa parte dos alunos. Filhos e pais se divertiram bastante. O coordenador do Paraesporte Fábio Coboki, a interação social e a realização de momentos lúdicos como esse são muito importantes para o desenvolvimento psicológicos dos atendidos.

A tarde contou com barraquinhas de salgados, refrigerantes, carrinho de pipoca, corrida do saco, dança das cadeiras, pula-pula e a tradicional dança de quadrilha onde os alunos vieram à caráter com roupas bem coloridas e entraram no clima. Para animar à tarde, os professores Coboski e Thiago Cruz comandaram a dança da cadeira. O aluno Mirael de Souza Nogueira, 12 anos, foi destaque da brincadeira.
- È muito gratificante ver a alegria destas crianças atendidas pelo Paraesporte, que demonstram exemplo de superação a cada dia. Quando olho para traz, vejo que, há pouco 2 anos, essas crianças não tinham seus direitos respeitados. O Paraesporte vem sendo uma ferramenta essencial para a transformação das crianças e de seus familiares, vejo como é bom acreditar e lutar na construção de uma cidade mais justa e solidária. E esse desafio foi lançado pelo prefeito Rafael Diniz, que desde que assumiu o governo vem trabalhando para oferecer dignidade as nossas crianças. Quero dizer que a casa é de vocês e  estamos sempre de portas abertas para encontros como esse ”, comentou o presidente da Fundação Municipal de Esportes, Raphael Thuin.  

Ângela Rosa, mãe do Miguel Titoneli, 8 anos, comentou que o filho chegou ontem das férias no Rio de janeiro, para participar do Arraiá do Paraesporte. “Desde que começou a fazer aula de natação no Paraesporte ele está muito mais sociável, desenvolveu bastante. É outra criança", explicou Ângela, que também participou da dança das cadeiras.   

Comentários