Boavista fica sem projeto principal e Copa Rio passa a canalizar atenções

Fim do sonho para o Boavista. O tão desejado acesso na Série D do Brasileiro não virá em 2019. O clube do Rio de Janeiro foi eliminado nas oitavas de final, na noite da última segunda-feira (8), ao perder por 3 a 0 o jogo da volta contra o Brusque, em Santa Catarina - na ida, empate por 1 a 1 em Saquarema.

Sem a competição nacional em mãos, resta focar na Copa Rio, que vinha recebendo atenção secundária. O Boavista também está nas oitavas da competição estadual, medindo forças contra o Araruama. No primeiro duelo, venceu por 1 a 0 e abriu boa vantagem para o segundo encontro, que acontece na quinta-feira (11).
image
A Copa Rio, por sinal, é o caminho para o Boavista voltar a uma disputa nacional no ano que vem. O campeão escolhe entre entre disputar Série D do Brasileiro ou Copa do Brasil, enquanto que o vice fica com a vaga restante. Como não conseguiu tais objetivos no Estadual, resta ao Verdão investir com todas as forças no torneio de mata-mata que completa a temporada 2019.

Campanha de respeito
Se o sonho de alcançar o acesso na Série D ficou pelo caminho, não foi por falta de um bom trabalho. Após um Estadual decepcionante, o Boavista se reorganizou e cumpriu papel de destaque na quarta divisão. Na primeira fase, por exemplo, foram cinco vitórias e apenas uma derrota em seis jogos.

No primeiro confronto eliminatório, perdeu por 1 a 0 para o Novorizontino (SP), na ida, mas devolveu o placar na volta, avançando através das penalidades. Contra o Brusque (SC), empatou por 1 a 1 no Rio, sendo superado por 3 a 0 em solo catarinense, resultado que pôs o ponto final na trajetória.

Ao todo, foram 10 jogos, seis vitórias, um empate e três derrotas. O ataque anotou 11 gols, enquanto a defesa foi vazada em 10 oportunidades.

Patamar de favorito
O elenco recheado de atletas conhecidos no cenário nacional, como o goleiro Marcelo Pitol, os laterais Wellington Silva e Everton Silva, os meias Juan e Erick Flores, e o atacante Leandrão fazem do Boavista o principal candidato ao título da Copa Rio.

Além de um plantel robusto, a concorrência também parece um nível abaixo, já que os clubes integrantes da Série A que jogam a Copa Rio estão com força reduzida, casos de Madureira, Bangu e Cabofriense, que estão utilizando juniores. A Portuguesa, com uma equipe um pouco mais rodada, se torna um dos principais rivais, além dos times mais fortes da Série B1, casos de America e Bonsucesso.

O Boavista volta a campo na quinta-feira (11), quando recebe o Araruama, às 15h, no Estádio Elcyr Resende. Um empate garante classificação às quartas de final.

Comentários