Ciclistas treinam para a 75ª Prova Ciclística de São Salvador

Ciclistas da região e de várias cidades do país vivem a fase de preparação para a 75ª Prova Ciclística de São Salvador, no próximo dia 6, que tem previsão de contar com 350 atletas inscritos para a disputa de diferentes categorias, segundo informou o diretor de Ciclismo da Fundação Municipal de esportes, Afonso Celso Pacheco. A prova atrai ciclistas do país inteiro porque soma pontos no ranking nacional.

— A previsão é de que teremos uma prova das mais competitivas. Na categoria elite, vem a equipe de Ribeirão Preto, uma das mais fortes do país e que lidera o ranking nacional por dois anos seguidos. A equipe da Bardahl traz dois ciclistas de muito peso, casos do Cajarama e do Pavarotti, que não possui apenas uma voz parecida com o tenor italiano, mas muita força e competência no pedal. Vai ser mais uma vez um grande evento, como sempre, um dos maiores do Brasil — disse Afonso.

No plano regional, outra equipe também treina bastante para competir, só que na categoria máster: a Team Master, de São Francisco de Itabapoana, que também desponta no ranking nacional.

— É uma prova que, em seu início, tinha destaque apenas local, mas que depois passou a ter importância estadual e hoje conta pontos para o ranking nacional. É a prova mais tradicional do país. Daí ser bastante concorrida e atrair ciclistas de renome em todo Brasil — comentou.

As inscrições, que terminam no dia 02, podem ser feitas no site da Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecierj). No dia 05 de agosto haverá o congresso técnico da competição.

Este ano haverá novidades na premiação: os cadeirantes que abrem a prova, terão R$ 2 mil de premiação a serem divididos entre os competidores. Na master serão 10 premiações por categoria.

A prova faz parte da programação dos festejos do Santíssimo Salvador, padroeiro de Campos. O presidente da Fecierj, Rodrigo Rocha, também destaca a importância. “A prova conta com a participação de esportistas de todo Brasil e até mesmo de alguns países da América do Sul”, concluiu. 

Fonte: Folha da Manhã

Comentários