Com 14 medalhas, Brasil tem mais um dia histórico liderado pelo taekwondo e ginástica artística.

Coloca aí mais 14 medalhas na conta do Brasil, que começou essa segunda-feira (29/07) brilhando em solo peruano. Nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, o Brasil fez história no taekwondo (com quatro medalhas) e na ginástica artística (com três e pódio histórico masculino). Além disso, três pódios para a canoagem velocidade. Fechando a conta medalhas no pentatlo moderno, esqui aquático, adestramento e triatlo.

Taekwondo
O taekwondo brasileiro fez história em terras peruanas. Dos oito atletas que representaram o país, sete subiram no pódio em Lima. Foi a melhor participação do país na modalidade em todos os tempos nos Jogos Pan-Americanos. O último dia de competição foi marcado pelo ouro de Milena Titoneli, a prata de  Ícaro Miguel e os bronzes de Maicon Andrade e Raiany Fidélis.

Ginástica Artística
Que dia! Inédito vezes dois! Isso porque os meninos da ginástica artística brilharam no Ginásio Villa El Salvador, levaram a torcida ao delírio e garantiram a dobradinha no pódio. Caio Souza ficou com o ouro e Arthur Nory com a prata nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019, nessa segunda (29). É inédito, pois é a primeira vez que um brasileiro medalha no individual geral na história do Pan. E veio logo com dobradinha brasileira no pódio. 

Canoagem Velocidade
O primeiro dia da canoagem de velocidade nos Jogos Pan-Americanos tinha apenas uma final programada. Era no C2 1000, com um duelo promissor entre Brasil e Cuba, duas nações com histórico de rivalidade riquíssimo no esporte. De um lado, Isaquias Queiroz e Erlon de Souza, medalhistas de prata da prova nas Olimpíadas do Rio 2016 e dois maiores canoístas do mundo na atualidade. Do outro, Fernando Jorge e Sergey Madrigal, apontados pelo próprio Isaquias como ameaça real.

Pentatlo Moderno
Após assegurar uma vaga para Tóquio 2020, o pentatlo moderno do Brasil voltou a fazer bonito nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Nesta segunda-feira (29), Isabela Abreu e Priscila Oliveira tiveram um dia cheio e conseguiram conquistar o bronze no revezamento feminino.

Esqui Aquático
A brasileira Mariana Nep Osmak conquistou a medalha de bronze no Wakeboard (modalidade do Esqui Aquático), nesta segunda-feira (29), nos Jogos de Lima 2019. É a primeira vez que a prova é disputada pelo naipe feminino em Jogos Pan-Americanos e o Brasil já carimba o pódio.

Adestramento
No segundo dia do Adestramento nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, o Brasil alcançou seu objetivo. Nos dois dias de apresentações com João Paulo Santos, João Victor Oliva, Luiz Silva e Pedro Manuel, a equipe brasileira terminou com 408.696 pontos, conquistou a medalha de bronze e garantiu a vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Triatlo
Depois de ganhar um ouro e duas pratas no primeiro dia de competição, o triatlo brasileiro fechou com chave de ouro sua participação nos Jogos Pan-Americanos. A equipe brasileira formada por Luisa Baptista, Vittoria Lopes, Manoel Messias e Kauê Willy venceu a prova do revezamento misto, disputada na manhã desta segunda-feira. Canadá, com a medalha de prata, e o México, com a de bronze, completaram o pódio.

Comentários