Com ajuda do VAR, São Paulo garante vitória nos acréscimos e entra no G4

Foi no sufoco, mas a segunda vitória consecutiva do São Paulo após a seca de resultados positivos veio. Visitando o Fluminense neste sábado, no estádio do Maracanã, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time comandado pelo técnico Cuca contou com a ajuda do VAR para, em um pênalti já nos acréscimos do segundo tempo, garantir o importantíssimo triunfo por 2 a 1 fora de casa. Os dois gols do Tricolor paulista foram marcados por Reinaldo. Yony González descontou para os anfitriões.

Com o resultado, o São Paulo saiu da quinta para a quarta colocação na tabela e atingiu seu primeiro objetivo no Brasileirão, que era entrar no G4, grupo que garante vaga direta à fase de grupos da Copa Libertadores de 2020.
O Fluminense, por sua vez, seguirá na zona de rebaixamento, permanecendo em situação extremamente delicada no torneio por pontos corridos, embora o Cruzeiro tenha perdido para o Athletico-PR e desperdiçado a oportunidade de se distanciar dos quatro últimos colocados.

O jogo – O primeiro tempo começou em ritmo lento no Maracanã. A primeira boa chance de gol só aconteceu aos 15 minutos, quando Alexandre Pato cruzou no segundo pau, e Antony apareceu nas costas da marcação para tentar completar, mas não alcançou a bola, levando as mãos à cabeça e lamentando a oportunidade desperdiçada.
Já aos 19 minutos o São Paulo foi mais feliz e acabou abrindo o placar em jogada de bola parada. Hernanes rolou para Reinaldo, que adiantou a bola e soltou uma bomba do meio da rua para balançar as redes após falha do goleiro Muriel, que passou da bola e não conseguiu fazer a defesa.

Daí em diante o Tricolor recuou, como já havia feito no clássico contra o Palmeiras, no Morumbi, e viu o Fluminense crescer no jogo. Aos 29 minutos, Marcous Paulo tabelou com Ganso e saiu cara a cara com Tiago Volpi, mas o goleiro fez a defesa. No rebote, Ganso tentou encobrir a defesa adversária, mas sem sucesso. Só que a bola continuou com os donos da casa, e Yuri Lima cruzou para Pedro, que apareceu nas costas de Reinaldo para finalizar, mas chutou para fora.
A partida passou a ser praticamente ataque contra defesa, e o São Paulo foi castigado por conta de sua postura conservadora em campo. Aos 35 minutos, Marcos Paulo novamente apareceu bem pela esquerda, nas costas de Igor Vinícius, e encobriu Tiago Volpi, mas carimbou a trave. No rebote, a bola sobrou limpa para Yony González precisar apenas completar de primeira para o fundo do gol e deixar tudo igual antes de as equipes irem para o intervalo.

Segundo tempo
Logo no início da etapa complementar o Fluminense dava sinais de que sua postura não mudaria no restante do confronto. Aos três minutos a equipe comandada por Fernando Diniz fez uma blitz na área adversária e após bate-rebate a bola sobrou para Marcos Paulo finalizar de bicicleta e ver Tiago Volpi fazer boa defesa. O árbitro, contudo, já havia marcado impedimento.
As mexidas de Cuca melhoraram a dinâmica de jogo do São Paulo, que teve uma boa chance de voltar à frente no placar com Antony, que saiu mano a mano com a defesa do Fluminense, mas bateu fraco, facilitando o trabalho do goleiro Muriel. Pouco depois, foi a vez de Tchê Tchê experimentar de fora da área, mas novamente o arqueiro adversário fez a defesa.

Mas era o Fluminense quem conseguia agredir com mais eficiência dentro de campo. Aos 29 minutos, Ganso chegou à linha de fundo após tabela e cruzou na cabeça de Yony González, que subiu mais alto que Reinaldo para chegar arrematando e carimbar o travessão de Tiago Volpi.
Nos minutos finais, o São Paulo parece ter ligado o modo “tudo ou nada” e depois de tanto insistir pelas beiradas de campo acabou chegando ao gol da vitória com a ajuda do VAR, que acusou um pênalti depois de Everton cabecear e a bola bater no braço de Allan. Reinaldo, que já havia aberto o placar, foi para a cobrança e não desperdiçou, batendo firme para assegurar o triunfo do Tricolor paulista.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 2 SÃO PAULO

Local: estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro
Data: 27 de julho de 2019, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Albes (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Público pagante: 20.011 pessoas
Renda: R$ 644.375,00

Gols: Reinaldo, aos 19 do 1ºT e aos 51 do 2ºT(São Paulo); Yony González, aos 35 do 1ºT (Fluminense)
Cartões amarelos: Hernanes, Arboleda e Everton (São Paulo)

FLUMINENSE: Muriel; Gilberto, Nino, Yuri e Caio Henrique; Allan, Daniel (Guilherme) e PH Ganso (Léo Artur); Marcos Paulo, Yony González e Pedro
Técnico: Fernando Diniz

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan (Igor Gomes), Tchê Tchê e Hernanes (Everton); Antony, Raniel e Pato (Toró)
Técnico: Cuca

Comentários