Gols perdidos e defesa exposta atrapalham Campos na semifinal

Chegou ao fim a Taça Santos Dumont para o Campos. Na tarde deste domingo (28) no Los Larios, o Roxinho chegou a dominar alguns momentos da partida, mas acabou perdendo por 1 a 0 para o America e foi eliminado. Cleiton lamentou o revés, mas não deixou de parabenizar o adversário pela vaga.

- Tínhamos a necessidade de vencer o jogo, dominamos o primeiro tempo, tivemos três chances claras de gols, mas não conseguimos concluir com êxito. No segundo tempo tivemos que sair mais e acabamos levando o gol. Vida que segue. O America está de parabéns, tem muita qualidade. Boa sorte para eles na final - analisou o zagueiro, que admitiu uma equipe mais desprotegida após a saída de Thurram.

- Nossa defesa é muito bem postada, compacta, quando jogamos com três zagueiros. Mas tínhamos a necessidade de abrir mão de um zagueiro para ganharmos o jogo. Mas já atuamos com dois na zaga e fomos bem, mas no momento do gol, acabamos dando espaço, o cruzamento foi certo, o Babi se posicionou bem, entre eu e o Espinho, e conseguiu fazer o gol.

Análise do primeiro turno 
O Campos fechou a Taça Santos Dumont com nove jogos, três vitórias, quatro empates e duas derrotas, com seis gols a favor e cinco contra. Com 13 pontos, a equipe se encontra na sétima colocação da classificação geral. Cleiton aprovou o primeiro turno, mas prometeu o Roxinho ainda mais forte para o segundo.

- A sensação é de dever cumprido, pelo que fizemos no primeiro turno e nesse jogo contra o America. Mas nada vai nos abalar. No segundo turno vamos chegar fortes novamente para brigarmos na ponta da tabela - frisou.

O Campos volta a jogar no próximo domingo, quando estreia na Taça Corcovado diante do Olaria, no Estádio Antônio Ferreira de Medeiros, em Cardoso Moreira.

Comentários