Goytacaz garante pagamento à Ferj e permanece na disputa da Segundona

Resultado de imagem para presidente Dartagnan Fernandes
A torcida do Goytacaz pode respirar aliviada. Nesta terça-feira, os dirigentes fizeram repactuação no acordo entre o clube e a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) para pagamento da dívida de R$ 51 mil à entidade, que ameaçava desligar o time do Campeonato Estadual da Série B1, caso o débito não fosse quitado.

Para evitar o pior, o Alvianil chegou a um acordo pelo qual o clube pagaria o que deve até esta quarta-feira. Havia a esperança de uma boa renda na partida de domingo contra o America, a fim de honrar o compromisso com a Ferj. Foi feita uma campanha, mas a bilheteria registrou pouco mais de R$ 22 mil. Deduzidas as despesas, a renda líquida foi de pouco mais de R$ 6 mil.

— Conversamos com o presidente da Ferj, Rubens Lopes, ele entendeu perfeitamente todo esforço da diretoria em arrecadar os recursos no jogo com o America, mas o horário da partida não favoreceu o comparecimento da torcida. Era quase horário de almoço, havia o jogo da Seleção Brasileira na decisão da Copa America logo depois, a decisão da Copa do Mundo feminina, tudo isso contribuiu para que não houvesse a renda desejada — disse o vice-presidente de futebol Marcelo Santiago.

Em Campos, o presidente Dartagnan Fernandes comemorou o novo acordo com a entidade.

— Foi mais uma vitória. Fizemos ver ao presidente Rubens Lopes que o Goytacaz é um clube mais que centenário, fundador da Federação. Agora é juntar recursos para também pagar aos jogadores porque temos dois jogos decisivos pela frente, onde vamos buscar garantir a vaga nas semifinais contra o Artsul fora, no sábado, e na ultima partida contra o Nova Cidade, no Aryzão — disse.

Fonte: Folha da Manhã

Comentários